Saiba o que é o Vero, a rede social anti-Facebook que virou a febre do momento

Desde que o Facebook se estabeleceu como a principal rede social do planeta com um modelo de negócios baseado em anúncios e coleta de dados do usuário, não faltaram projetos prometendo uma alternativa privativa. A última grande tentativa do tipo foi a Ello, rede social que causou furor inicial, mas foi relegada ao terceiro escalão das plataformas sociais. Agora, surge um novo candidato, chamado de Vero.

A rede social Vero já existe desde 2015, na verdade, mas começou a ganhar tração na última semana. O aplicativo chegou a ser destacado pela App Store como o número 1 em downloads na área de redes sociais da loja, o que inclui gigantes como Facebook e Instagram. No Android, ele já aparece com mais de 500 mil downloads, embora não seja possível precisar qual é o número específico de vezes que ele já foi baixado.

Sua ideia é direta, apresentada por meio de um manifesto que determina toda atuação da plataforma, que promete ser “autêntica”. Daí o nome Vero, que significa “verdade” em italiano e em esperanto. Isso se reflete na forma como o Vero organiza as publicações apresentadas no feed do usuário. Enquanto cada vez mais serviços apostam em algoritmos para filtrar o que é melhor para a pessoa, o Vero promete que seus posts sempre aparecerão em ordem cronológica, o que significa que a rede social não vai tentar decidir o que é melhor ou pior para você, o que é bastante libertador.

Reprodução

Uma outra parte importante é que o Vero não tem anúncios e promete nunca ter, o que desencoraja práticas como a coleta desenfreada de informações dos usuários para repassá-las aos anunciantes. É claro, no entanto, que estamos falando de uma empresa e não de uma instituição de caridade, e o lucro precisa vir de alguma forma. Para monetizar seus usuários, o Vero criou um sistema que permite acesso gratuito e ilimitado ao primeiro milhão de usuários, mas quem se registrar depois disso precisará pagar uma anuidade.

O pagamento pode parecer desconfortável diante de uma realidade em que Facebook, Twitter, Instagram, Snapchat e tantas outras redes sociais funcionam gratuitamente. No entanto, essa proposta vai ao encontro da ideia de que o Vero quer tratar seus usuários como clientes, e não como produto. “Nosso modelo de assinaturas nos permite manter o Vero livre de publicidade e focar em criar a melhor experiência social em vez de encontrar novas formas de monetizar o comportamento dos usuários ou enganá-los para abrir o app com notificações.

Mas afinal de contas, o que você pode fazer no Vero? Veja o que o próprio aplicativo tem a dizer sobre isso:

  • Categorize privadamente seus contatos como ‘amigos próximos’, ‘amigos’ ou ‘conhecidos’;
  • Compartilhe experiências livremente com diferentes grupos de contatos;
  • Compartilhe fotos, links, música, filmes, lugares e livros;
  • Envie e receba mensagens instantâneas com aqueles aos quais você está conectado;
  • Publique seus posts do Vero com seu público no Facebook e Twitter.

Se você ficou interessado, basta instalar o aplicativo disponível para Android e iOS e fazer o cadastro. No entanto, saiba que os servidores do Vero estão sobrecarregados por causa do recente “boom” de usuários.

O Google Trends também mostra como o serviço passou a ser procurado nos últimos tempos.

Reprodução

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ