Samsung anuncia nova linha de TVs top de linha

A Samsung apresentou ontem, em Las Vegas, nos EUA, sua geração mais avançada de TVs. Batizada de QLED, a nova categoria conta com três monitores produzidos com a tecnologia de pontos quânticos (QD), uma tentativa de proporcionar cores mais vivas, menos reflexos e melhor visualização das imagens independentemente do ângulo escolhido. 

A QLED é composta por três modelos: Q7, Q8 (com tela curva) e Q9, sendo o último o mais sofisticado. As TVs serão vendidas a partir de junho no Brasil em tamanhos entre 55 a 88 polegadas e atendem ao mercado premium. Os preços não foram revelados, mas especula-se que o modelo mais caro custe entre R$ 90 mil e R$ 100 mil.

Segundo a Samsung, as novas TVs se destacam pela qualidade superior da reprodução das imagens e fidelidade nas cores, melhorando em até 50% os níveis de brilho e contraste em relação ao padrão atual, o SUHD, que agora deixa de ser a aposta principal da empresa no setor.

A categoria QLED tenta se sobrepor ao OLED, tecnologia que disputa espaço entre os monitores mais caros. Uma das principais vantagens da QLED sobre a rival é a capacidade de prolongar a vida útil do monitor, já que a OLED se deteriora mais rapidamente conforme a variação do brilho.

Reprodução

Reprodução

Combate aos cabos

Além de apostar em melhores imagens, a QLED da Samsung pretende mudar a "cara" da TV na sala do usuário por meio do One Connect. Trata-se de uma solução própria de cabos ópticos que integra todas as funções do aparelho e se conecta a um hub separado, criando a impressão de que os cabos estão "escondidos".  

O cabo óptico padrão tem entre 2 e 3 metros de comprimento e poderá ser estendido a até 15 metros por meio de um extensor vendido separadamente. Boa notícia para quem opta por design mais "clean" no ambiente, sendo possível "esconder" o hub ou aparelhos adicionais em qualquer lugar da sala.

Com um novo suporte oferecido, também desenvolvido internamente, a Samsung reduz o espaço entre a TV e a parede para uma distância quase imperceptível, possibilitando que o usuário instale o aparelho na casa sem precisar de ajuda externa. Quem preferir assistir à TV em outro local pode optar por duas opcões de suportes em alumínio ou aço.

Reprodução

Entendendo os pontos quânticos

O ponto quântico, ou QD (sigla para quantum dot), é a aposta da indústria para substituir os LEDs que fazem o backlight das telas de LCD. Utilizando nanotecnologia, a expectativa é que estes nanocristais emitam uma luz branca mais pura do que o LED convencional, fazendo com que as cores fiquem mais precisas e vistosas. Nas palavras da Samsung, a tecnologia pode ser comparada à intensidade do brilho do Sol nos vitrais de uma igreja.

Reprodução

*O jornalista viajou a Las Vegas a convite da Samsung

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ