Samsung e o legado de uma década: como chegamos a 10 edições da linha Galaxy S

Camila Rinaldi 20/02/2019 19h00
Samsung Galaxy S10
A A A

A Samsung é a fabricante que mais vende smartphones no mundo e a série Galaxy S é a vitrine da empresa quando o assunto é novas tecnologias, design inovador e funções exclusivas.


De 2010 a 2019, chegamos a 10 edições e, nada melhor do que revisitar cada modelo da série para entender como o mercado de smartphones evoluiu na última década.

Imagine que, em 2009, o sistema operacional mais usado no mundo era o Symbian OS, o software que rodava na maioria dos celulares da Nokia. Depois dele vinha o iOS e o BlackBerry OS, seguidos do Android, do Google.

Quando olhamos para a evolução do sistema operacional Android, é impossível não associar o crescimento da plataforma aos anúncios da linha Galaxy S e vice-versa.

De acordo com Renato Citrini, Gerente Sênior de Produto da Divisão de Dispositivos Móveis da Samsung Brasil, a empresa teve um papel fundamental no mercado, modificando o status quo da cena de dispositivos móveis: “Os smartphones, cada vez mais, vêm ganhando um papel central na vida dos consumidores e, desde os primeiros modelos da linha Galaxy, a Samsung sempre teve como foco aprimorar seus produtos e oferecer inovações significativas, que façam a diferença na vida dos consumidores.”

Mas quais foram as contribuições reais da fabricante em quase uma década?

Galaxy S (2010)

O primeiro Galaxy S foi lançado durante o Mobile World Congress, na Espanha, em 2010. Embora a Samsung tenha fabricado outros celulares antes disso, podemos dizer que o Galaxy S foi o dispositivo mais sofisticado da fabricante na época, e abria caminho para uma das grandes séries do universo dos smartphones.

O Galaxy S foi lançado em quatro variantes nos Estados Unidos, mas no restante do mundo, tínhamos apenas uma versão. O aparelho vendeu 10 milhões de unidades em sete meses.

Reprodução

Especificações do Galaxy S

  • Lançamento: Fevereiro de 2011
  • Tela: 4,3" Super AMOLED
  • Resolução: 800 x 480 pixels
  • Processador: Samsung Exynos 4210 Dual
  • Armazenamento: 16 GB/ 32 GB (expansível)
  • RAM: 512 MB
  • Bateria: Li-Ion 1.500 mAh

Galaxy S2 (2011)

No ano seguinte, a Samsung lançaria um dos aparelhos mais vendidos da série Galaxy S. A segunda geração era muito mais moderna e vendeu 10 milhões de unidades em cinco meses. Por política corporativa, hoje a Samsung não abre os números de vendas de smartphones, mas sabemos que na época, o Galaxy S2 vendeu mais de 40 milhões de unidades.

No Brasil, tivemos também o anúncio do Galaxy S2 Lite, essencialmente o mesmo dispositivo, com pequenas diferenças no tamanho da tela e na velocidade do processador.

O Galaxy S2 foi realmente um marco na história da fabricante sul-coreana, bem como para o desenvolvimento do Android, pois o aparelho chegou a ser um dos mais populares em fóruns de tecnologia no mundo todo, popularizando o sistema operacional do Google e a marca Galaxy.

Reprodução

Especificações do Galaxy S2

  • Lançamento: Fevereiro de 2011
  • Tela: 4,3" Super AMOLED
  • Resolução: 800 x 480 pixels
  • Processador: Samsung Exynos 4210 Dual
  • Armazenamento: 16 GB/ 32 GB (expansível)
  • RAM: 1 GB
  • Bateria: Li-Ion 1.650 mAh

Galaxy S3 (2012)

Com o sucesso do Galaxy S2, todos os olhos estavam voltados para o lançamento do Galaxy S3 e a Samsung não decepcionou. As especificações de hardware melhoraram, é claro, mas foi o design e o acabamento que atraíram os fãs. Este também foi o ano em que o Android assumiu a liderança como o sistema operacional mais usado no mundo, posto que mantém até hoje.

Reprodução

Especificações do Galaxy S3

  • Lançamento: Maio de 2012
  • Tela: 4,8" Super AMOLED
  • Resolução: 1.280 x 720 pixels
  • Processador: Samsung Exynos 4412 Quad
  • Armazenamento: 16 GB/ 32 GB/ 64 GB (expansível)
  • RAM: 1 GB
  • Bateria: Li-Ion 2.100 mAh
  • Novidades: multi-janelas (Android 4.1), luz ambiente, Smart Stay, S Voice, S Beam (NFC)

Galaxy S3 Mini (2013)

Após o sucesso do Galaxy S3, a Samsung anunciou uma versão menor com especificações mais básicas. O Galaxy S3 Mini tornou-se o primeiro modelo da série "mini”. Depois dele, ainda teríamos os Galaxy S4 Mini e S5 Mini.

Galaxy S4 (2013)

Ao contrário da geração anterior, o Galaxy S4 não teve o sucesso esperado. Apesar dos vários recursos do sistema, o design não agradou as pessoas, que esperavam a adoção do alumínio. Um dos recursos que chamaram mais a atenção dos usuários era o sensor de IR que fazia as vezes de um controle remoto universal de TV.

Reprodução

Especificações do Galaxy S4

  • Lançamento: Março de 2013
  • Tela: 5" Super AMOLED
  • Resolução: 1.920 x 1.080 pixels
  • Processador: Samsung Exynos 5410 Octa
  • Armazenamento: 16 GB/ 32 GB/ 64 GB (expansível)
  • RAM: 2 GB
  • Bateria: Li-Ion 2.600 mAh
  • Novidades: Sensor infravermelho, Smart Program, Rotação Inteligente, Smart Scroll e Álbum de histórias

Galaxy S4 Zoom (2013)

No ano de 2013, a Samsung estava tentando novas possibilidades e resolve colocar uma lente com zoom óptico na parte traseira do celular. Assim, além de mostrar que queria ir além do básico, a fabricante colocou no mercado um híbrido entre smartphone e câmera digital. Contudo, devido ao fato de ser extremamente segmentado, o aparelho não teve o sucesso esperado.

Galaxy S4 Active (2013)

Outra variante do GS4 recebeu o nome de Active e chegou ao mercado para ser ultra-resistente.O Galaxy S4 Active era um smartphone robusto, com botões de navegação físicos e design incomum para 2013. O aparelho trazia um modo de câmera subaquático e era resistente à água.

Galaxy S5 (2014)

O Galaxy S5 tenha sido talvez o patinho feio desta geração, pois seu design deixou muitos fãs decepcionados. Apesar disso, a construção ainda permitia remover a bateria do dispositivo, algo que estava ficando um pouco escasso na época. A partir do S5, a Samsung se consolidava entre os dispositivos com as melhores câmeras do mercado.

Com o Galaxy S5, a Samsung introduziu no mercado o primeiro smartphone com monitor de batimentos cardíacos incorporado.

Reprodução

Especificações do Galaxy S5

  • Lançamento: Fevereiro de 2014
  • Tela: 5,1" Super AMOLED
  • Resolução: 1.920 x 1.080 pixels
  • Processador: Snapdragon 801
  • Armazenamento: 16 GB/ 32 GB (expansível)
  • RAM: 2 GB
  • Bateria: Li-Ion 2.800 mAh
  • Novidades: Certificado IP67 de resistência à água e à poeira, sensor de impressão digital e vídeos em 4k

Galaxy S6 e Galaxy S6 Edge (2015)

O Galaxy S6 foi o aparelho que mais abalou a fé dos usuários da Samsung. Em prol do design unibody, a fabricante removeu dois grandes recursos da série: o acesso à bateria e a capacidade de expandir o armazenamento interno do dispositivo usando um cartão microSD. Contudo, desde o lançamento em 2010, este era o Galaxy S mais bonito de toda a linha.

Se isso já não bastasse, a Samsung colocou no mercado a primeira versão com tela Edge. O Galaxy S6 Edge tinha os dois lados da tela curvos e, ainda assim, uma pegada excelente e visual Premium.

Reprodução

Especificações do Galaxy S6 e S6 Edge

  • Lançamento: Março de 2015
  • Tela: 5,1" Super AMOLED
  • Resolução: 2.560 x 1.440 pixels
  • Processador: Samsung Exynos 7420 Octa
  • Armazenamento: 16 GB/ 32 GB/ 128 GB
  • RAM: 3 GB
  • Bateria: Li-Ion 1.500 mAh
  • Novidades: Carregamento rápido, carregamento sem fio, corpo único de vidro, bordas curvas

Galaxy S6 Edge Plus (2015)

O anúncio do Galaxy S6 Edge Plus foi basicamente uma variante do Galaxy Note 5, mas sem o caneta Stylus, ou S Pen. Ele tinha uma grande tela Super AMOLED de 5,7 polegadas, com as bordas laterais curvas e, com certeza, marcou o início das variantes Plus da Samsung.

Galaxy S7 e Galaxy S7 Edge (2016)

Os Galaxy S7 e S7 Edge chegaram ao mercado com design mais polido do que o da geração anterior e, estruturaram os próximos lançamentos da série, que a partir de 2016, conta com duas variantes. O Galaxy S7 Edge, que mais tarde se tornaria a versão Plus da série, possuía as laterais da tela curvas e uma tela maior, o que justificava o preço mais alto em relação ao modelo menor: O S7 tinha um display de 5,1 polegadas e o S7 Edge 5,7 polegadas.

Com a sétima geração, a Samsung trouxe de volta a opção de expandir o armazenamento interno, elevou a resolução de tela para 2K e surpreendeu mais uma vez pela qualidade da câmera. O Galaxy S7 foi o primeiro smartphone do mercado a contar com a tecnologia de imagem Dual Pixel, introduzida inicialmente nos equipamentos profissionais DSLR.

Reprodução

Especificações do Galaxy S7 e Galaxy S7 edge

  • Lançamento: Fevereiro de 2016
  • Tela: 5,1" Super AMOLED
  • Resolução: 2.560 x 1.440 pixels
  • Processador: Samsung Exynos 8890 Octa
  • Armazenamento: 32 GB/ 64 GB (expansível)
  • RAM: 4 GB
  • Bateria: Li-Ion 3.000 mAh
  • Novidades: Always-on Display, Certificado IP68 de resistência à água e à poeira, Autofoco Dual Pixel

Galaxy S8 e S8 Plus (2017)

Ao contrário do que aconteceu entre o lançamento do Galaxy S3 e Galaxy S5, a Samsung conseguiu criar uma nova diretriz de design da série, trazendo as curvas do aparelho ao desenho do software. Com isso, tivemos a mudança da interface Touchwiz para a Experience UX.

A partir de 2017, já não teríamos mais uma variante com tela flat, pois ambos os modelos Galaxy S8 vieram com os lados curvos por padrão, uma tela maior, com molduras finas e um leitor de impressões digitais na parte traseira, deixando de lado o botão físico da home. A série também passou a ter um dedicado à assistente de voz Bixby.

Neste momento, a Samsung passa a usar o design Infinity Display, que chega à 10ª edição da série com alguns desdobramentos, mas, ainda assim, mantém consistente a linha visual dos Galaxy S.

Reprodução

Especificações do Galaxy S8 e Galaxy S8+

  • Lançamento: Março de 2017
  • Tela: 5,8" Super AMOLED
  • Resolução: 2.960 x 1.440 pixels
  • Processador: Samsung Exynos 8895 Octa/ Qualcomm Snapdragon 835
  • Armazenamento: 64 GB/ 128 GB (expansível)
  • RAM: 4 GB
  • Bateria: Li-Ion 3.000 mAh
  • Novidades: Bixby, Tela Infinita, Samsung Experience UI

Galaxy S9 e Galaxy S9 Plus (2018)

Com o sucesso dos novos Galaxy S8, a Samsung tinha nas mãos um grande desafio: transformar o que era bom em algo ainda melhor. No entanto, os novos Galaxy S9 tiveram poucas mudanças em relação aos antecessores e não impressionaram.

O destaque de 2018 ficou por conta do Galaxy S9 Plus, que chegou ao mercado com duas câmeras traseiras e o modo retrato que supriu as necessidades dos fãs. Mais do isso, a Samsung trouxe para a sua série o primeiro smartphone com uma lente de câmera variável, capaz de, através de um recurso mecânico, mudar a abertura da lente.

Reprodução

Especificações do Galaxy S9 e Galaxy S9+

  • Lançamento: Fevereiro de 2018
  • Tela: 5,8" Super AMOLED
  • Resolução: 2.960 x 1.440 pixels
  • Processador: Samsung Exynos 9810 Octa/ Qualcomm Snapdragon 845
  • Armazenamento: 64 GB/ 128 GB (expansível)
  • RAM: 4 GB
  • Bateria: Li-Ion 3.000 mAh
  • Novidades: Dolby Atmos Surround Sound, Câmera com abertura variável, Emoji AR

Galaxy S10 e S10 Plus (2019)

Em 2019, a edição n.º 10 da série mais importante de smartphones da Samsung teve mudanças consideráveis em relação ao design. O aproveitamento da parte frontal para a tela é o maior de todos, com bordas super finas e entalhe circular ao redor da lente da câmera frontal. Ambos os Galaxy S10 e Galaxy S10 Plus possuem três lentes na câmera traseira, sensor de impressão digital ultrassônico e tecnologia de áudio na tela.

Pode soar clichê, mas a 10ª edição da série Galaxy S é a mais poderosa de todos os tempos. Elevou a capacidade de memória RAM, de armazenamento interno, de processamento de dados e, finalmente, de bateria. Olhando para o dia 1 da linha, em 2019, vemos um salto em tecnologias de hardware.

Especificações do Galaxy S10 e S10 Plus

  • Lançamento: Fevereiro de 2019
  • Tela: 6,1" Super AMOLED
  • Resolução: 3.040 x 1.440 pixels
  • Processador: Samsung Exynos 9820 Octa/ Qualcomm Snapdragon 845
  • Armazenamento: 128 GB/ 512 GB (expansível)
  • RAM: 8 GB
  • Bateria: Li-Ion 3.400 mAh

Galaxy S10 E (2019)

Uma terceira variante da série passa a existir em 2019. Chamado de Galaxy S10 E (de "Essencial"), o novo modelo possui duas câmeras na parte de trás para retratos, logo, oferece um recurso que nem o Galaxy S9 possui, e é o smartphone mais acessível da nova linha.

O legado da série Galaxy S

Com os novos Galaxy S10 e Galaxy S10 Plus, a Samsung completa um ciclo de 10 edições. Desde o modelo mais básico, anunciado em 2010, ao mais moderno, que chega às lojas a partir de março de 2019, a série Galaxy S é também um o retrato da evolução do mercado de dispositivos móveis. Em alguns casos, fazendo história e mudando o mercado para sempre, em outros apenas reforçando tendências.

Se em 2010, a tela sensível ao toque era novidade, em 2019, tivemos um salto tecnológico na construção de um display com sensor biométrico incorporado e um aproveitamento absurdo da parte frontal para a tela.

Hoje, a série conta com três câmeras na parte traseira, software equipado com recursos de alta tecnologia como Inteligência Artificial (AI), Realidade Aumentada (AR) e Realidade Virtual (VR).

Enfim, em 2019 já não temos apenas um smartphone inteligente, mas um aparelho capaz de fazer as vezes de computador, um sistema completo de GPS, uma plataforma para o consumo de mídias e, claro, um telefone para comunicação em tempo real via voz ou qualquer tipo de troca de conteúdo via rede de internet móvel de altíssima velocidade, como o 5G.


Samsung Galaxy s10
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você