Bicicleta Yellow

São Paulo vai ganhar serviço de compartilhamento de bicicleta via aplicativo

Daniel Junqueira 02/04/2018 15h35
Compartilhe com seus seguidores
A A A

A cidade de São Paulo vai ganhar um novo serviço de compartilhamento de bicicletas por aplicativo. Previsto para iniciar as operações em julho, ele dispensa o uso de estações e aposta em GPS para monitoramento das bikes.

O serviço vai ser operado pela Yellow, uma empresa nova formada por antigos executivos da Caloi e 99. A ideia é que 20 mil bicicletas circulem pelas ruas da capital paulista com a marca da empresa.

Tudo vai funcionar a partir de um aplicativo. O usuário vai desbloquear a bicicleta pelo app para começar a usar. Como não serão instaladas estações para retirada e devolução das bikes, elas poderão ser deixadas em qualquer parte da cidade para outra pessoa pegar depois.

A Yellow acredita que as bicicletas possam complementar o trajeto dos moradores de São Paulo. A ideia não é usar a bike em todo o trajeto para o trabalho, por exemplo, e sim pegá-la em uma estação de metrô para pedalar até chegar em casa.

Segurança e preço

Um dos desafios da Yellow é a questão dos furtos e roubos. A empresa aposta em três fatores para minimizar os riscos.

Em primeiro lugar, eles acreditam que o alto índice de unidades disponíveis vai desestimular roubos. "Os índices de roubos são maiores onde não há essa escala [de 20 mil unidades disponíveis]. Com poucas bicicletas na rua, perdidas, há a sensação de que elas não têm dono", explicou Eduardo Musa, um dos fundadores da Yellow e que também foi dono da Caloi no passado, à Folha.

Outro fator apostado é a bicicleta em si: sem marchas, com materiais baratos e duráveis para reduzir custos de manutenção, e com pneu que não pode ser usado em outros modelos, elas não possuem grande valor agregado para quem roubar. Por fim, o monitoramento via GPS pode ajudar no combate aos furtos.

O aluguel das bicicletas não será gratuito, mas o preço final ainda não foi definido. A Yellow pretende cobrar menos do que os R$ 4 da passagem de transporte público cobrada atualmente em São Paulo, para incentivar o uso das bikes no complemento do trajeto até uma estação de trem, metrô ou para casa.

O pagamento deve ser realizado via cartão bancário, Bilhete Único ou até mesmo fatura do celular. A Yellow também planeja implementar um sistema de preço dinâmico estilo Uber para o serviço de compartilhamento de bicicletas.

Aplicativos Brasil Mobilidade
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você