Disney - reconhecimento facial

Sistema de reconhecimento facial chinês já é testado no Brasil desde 2018

Redação Olhar Digital
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Segundo prefeitura de Campinas, mais de 130 pessoas já foram detidas devido ao sistema de monitoramento de veículos

Durante a semana, uma comitiva de parlamentares brasileiros, cuja maioria são deputados federais eleitos pelo PSL (partido do presidente Jair Bolsonaro) viajou à China para importar o sistema de câmeras de rua usadas para o reconhecimento facial de cidadãos. A princípio, a tecnologia de vigilância chinesa seria adotada primeiro no estado do Rio de Janeiro. No entanto, esse sistema já vem sendo testado no Brasil desde o ano passado.


Segundo reportagem do UOL Tecnologia, o sistema já está sendo testado desde o fim do ano passado, mais precisamente na cidade de Campinas (interior de São Paulo) e no estado da Bahia. De acordo com André Von Zuben, secretário de Desenvolvimento Econômico, Social e de Turismo de Campinas, apenas no ano passado, mais mais de 130 pessoas já foram detidas devido ao sistema de monitoramento de veículos. A tecnologia presente nas câmeras consegue detectar carros suspeitos com base em características marcantes, como adesivos em destaque.

Já o projeto de reconhecimento facial é mais recente. Usando a cidade como uma espécie de “cobaia”, a prefeitura de Campinas começou a receber empresas e institutos de pesquisa especializados nessa tecnologia para fins de políticas públicas mais conectadas. A primeira companhia a apresentar o projeto foi a chinesa Huawei que propôs uma plataforma de reconhecimento facial a partir das imagens capturadas pelas câmeras instaladas na cidade.

A solução oferecida pela Huawei em Campinas é a mesma que é usada na China. Para implementá-la na cidade do interior paulista, a empresa contou com a parceria do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD), sediada também em Campinas.

Já na Bahia, o sistema de reconhecimento facial é um projeto do governo estadual. Foram gastos R$ 18 milhões na compra da plataforma de monitoramento, além da compra de 310 câmeras que são preparadas para o reconhecimento de rostos.

Fonte: UOL Tecnologia

reconhecimento facial
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você