Sonda espacial chinesa

Sonda chinesa envia as primeiras imagens do lado mais distante da Lua. Confira

Camila Rinaldi
Compartilhe com seus seguidores
A A A

A sonda lunar chinesa Chang'e-4 chegou com sucesso ao outro da Lua e nos enviou as primeiras imagens da face mais distante e jamais vista deste satélite natural da Terra. Com isso, a Agência Espacial Chinesa entra para a história como sendo a primeira a conseguir realizar este tipo de pouso.


A Chang'e-4 aterrissou na cratera de Von Kármán, na bacia do Polo Sul-Aitken, que é a mais antiga e profunda cratera na superfície da Lua. Depois disso, a Administração Espacial Nacional da China compartilhou a primeira foto tirada da superfície da Lua pela Chang'e-4, que você pode ver abaixo.

O lado oculto da Lua, como o próprio nome já diz, é aquele que não pode ser visto da terra e é relativamente pouco explorado. Devido à sincronicidade de rotação entre a Lua e a Terra, vemos apenas uma das faces da Lua.

Reprodução

A Chang'e-4 foi lançada no dia 8 de dezembro do ano passado, entrando em órbita lunar no dia 12 de dezembro. Para facilitar a comunicação entre a sonda e a Terra, a China colocou em órbita o satélite Queqiao, em maio de 2017, que agora funciona como um transmissor "espelho" de informações entre os centros de controle na Terra e a Chang'e-4.

Além de compartilhar imagens do lado oculto da Lua, o objetivo da sonda é estudar a composição mineral, o terreno, relevo e a manta da superfície lunar, a camada abaixo da superfície. Para fazer isso, a nave conta com um módulo e um rover (veículo de exploração espacial).

Fonte

Satélites Estação Espacial
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você