Spotify

Spotify tem lucro acima do esperado com alta de assinantes

Vinicius Szafran, editado por Liliane Nakagawa 28/10/2019 17h00
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Empresa sueca divulgou os resultados nesta segunda-feira (28); crescimento na base de assinantes foi fundamental

Nesta segunda (28), o Spotify divulgou o lucro acima do esperado para o ano de 2019, impulsionado pelo crescimento na base de assinantes de seu serviço de streaming de música. Agora, a empresa sueca é amplamente dominante no mercado. As informações foram veiculadas pela Reuters.


O Spotify disse que seu número de assinantes premium, agora superior ao da Apple Music no mercado global de streaming de música, aumentou de 26 milhões sobre um ano para 113 milhões de usuários no final de setembro.

Apesar do crescente número, isso ainda não a faz superior ao números de assinantes da Netflix, que possui 158 milhões de usuários premium. No entanto, o número é maior que os 112,9 milhões esperados pelos analistas, de acordo com dados da Refinitiv.

Mesmo sendo o serviço de streaming de música mais popular do mundo por uma larga vantagem, a empresa prevê que, no quarto trimestre, o número de assinantes premium chegará na faixa de 120 milhões a 125 milhões. Os suecos esperam que sua base de usuários mensais cresça para 255 milhões a 270 milhões no trimestre atual, acima da estimativa de 259,7 milhões feita pelos analistas.

No terceiro trimestre, o lucro líquido atribuível aos acionistas foi de 241 milhões de euros, o equivalente a 0,36 euro por ação. No mesmo período do ano anterior, o lucro havia ficado na casa de 43 milhões de euros, o que equivale a 0,23 euro por ação. Analistas esperavam um prejuízo de 0,29 euro por ação.

As despesas operacionais aumentaram em 11%, para 387 milhões de euros, com despesas em vendas e marketing subindo quase 22% em relação ao ano anterior. A receita da empresa, contudo, aumentou 28%, subindo para 1,73 bilhão de euros no trimestre terminados em 30 de setembro. A receita ficou acima da previsão dos analistas, que girava em torno de 1,72 bilhão de euros.

Assim como ocorreu com o Spotify, a Netflix também teve alta no número de assinantes, mesmo com a Apple e a Disney intensificando suas presenças no mercado de streaming. Após queda de 21% nas ações da empresa, a Netflix se recuperou no último trimestre, acima das estimativas de Wall Street.

Música Podcast Apple Streaming Netflix resultado Spotify Disney resultado financeiro resultados Apple music músicas disney+ Podcasts lucro analista de dados usuários
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você