Tataravô do WhatsApp, ICQ completa 20 anos nesta quarta

Em novembro de 1996, um grupo de estudantes israelenses criou um dos primeiros aplicativos de comunicação via texto pela internet. O ICQ completa 20 anos nesta quarta-feira, 16, tentando correr atrás do sucesso dos seus "aprendizes" e até passando na frente de alguns concorrentes mais jovens.

Para quem não se lembra (ou não era virtualmente ativo na época), o ICQ funcionava no Windows 95 e Windows 3.1, além de Macs com OS 7. O aplicativo tinha código aberto e não era criptografado como seus sucessores viriam a ser.

Cada usuário ganhava um código de seis dígitos (que depois ficaram maiores) e só assim poderiam encontrar seus amigos na rede. Com a concorrência de programas como o AOL Instant Messenger e o MSN Messenger, porém, pouco a pouco o ICQ foi perdendo relevância.

O aplicativo existe até hoje, para Android, iOS, Windows, Web, Mac OS X e Linux. O visual é bem parecido com o do WhatsApp nas conversas de texto, mas recentemente o app ganhou um recurso chamado ICQ Stories que, copiando o Snapchat. permite aos usuários postar fotos e vídeos curtos autodestrutivos.

Neste ano, o ICQ lançou um recurso que transforma fala em texto usando inteligência artificial e até videochamadas criptografadas - algo que o WhatsApp levou meses para copiar. "Esperamos que após outros 20 anos juntos nós tenhamos coisas ainda mais fantásticas para lembrar", disse Dimitry Photo, porta-voz do aplicativo.

Via TechCrunch

Compras para o Natal? Não deixe de conferir a extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ