Elon Musk

Tesla deve oferecer até um milhão de robôs-táxis em 2020

Clara Guimarães, editado por Camila Rinaldi 23/04/2019 12h00
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Em evento, Musk gabou-se da produção de chips pela Tesla, e confirmou que teremos carros completamente autônomos e táxis sem motorista até o meio do ano que vem

Dois dias antes de divulgar os resultados do desenvolvimento do primeiro trimestre, a Tesla realizou um evento para explicar sua tecnologia aos investidores. A empresa utilizou o eventou para falar sobre carros autônomos e para anunciar que os robôs-táxis estarão disponíveis em 2020. "Se você avançar um ano, talvez um ano e três meses, teremos mais de um milhão de robôs-táxis na estrada", prometeu o CEO da empresa, Elon Musk. 


Ainda de acordo com ele, todos os carros Tesla já apresentam o harware necessário para serem autônomos. Cada computador que a empresa produziu fica armazenado atrás do porta-luvas e possui um segundo chip de segurança, caso o primeiro falhe. Foi a primeira experiência da companhia na produção de seus próprios chips. "Todos os carros da Tesla agora têm tudo o que é necessário para dirigir sozinho hoje. Tudo o que você precisa fazer é melhorar o software", disse Musk. 

E é justamento quanto a este último que o CEO faz uma ressalva. "O problema do sotware não deve ser minimizado", referindo-se ao treinamento que ainda está ocorrendo para que os veículos consigam ser totalmente autônomos. A empresa utiliza o chamado "modo sombra" para avaliar a capacidade do carro. Por exemplo, quando o automóvel ver um carro querendo mudar de faixa, ele anota quais as atitudes que o software tomaria. Desse modo, essas informações são enviadas para a Tesla que anota qual opção é correta ou incorreta e conserta o sistema. 
 
Ainda assim, a companhia prometeu que os Teslas serão capazes de dirigirem por conta própria até o final deste ano e os táxis-robôs autônomos estarão na estrada em 2020. Além disso, em dois anos, a empresa estará fabricando carros sem volantes ou pedais.

Musk espera reduzir o preço do Uber, com o custo por milha de um robô-táxi sendo menor de que US$ 0,18 por milha. Os custos típicos de compartilhamento de viagem são de US$ 2 a US$ 3 por milha. Além disso, a Tesla promete que seus veículos poderão circular em qualquer área, não apenas em locais com perímetros virtuais marcados através de coordenadas GPS, conforme as outras as empresas estão planejando. 

A maioria das outras montadoras está usando ou planeja usar o LiDAR para recursos de assistência ao motorista, que é uma técnica que se baseia em câmeras e radares para dirigir autonomamente. Contudo, Musk disse que "o LiDAR é uma técnica tola. Qualquer um que esteja confiando no LiDAR está condenado". Mais tarde, ele acrescentou que "é ridículo, estúpido, caro e desnecessário".

Portanto, a empresa parece apostar no desenvolvimento do seu software por meio de testes e nas suas oito câmeras que permitem ao carro uma visão de 360º do mundo. Essa previsão autônoma é muito mais agressiva do que outras montadoras e a Tesla tem um histórico de anunciar roteiros e datas perdidas. Mas de acordo com Musk, até o meio do ano vem estaremos andando em carros sem motorista. 


Robôs Tesla uber carros autônomos elon musk
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você