TIM lança site para ressarcir clientes por cobranças indevidas

Consulta de saldo a receber pode ser feita informando CPF ou CNPJ; endereço na web foi criado em cumprimento ao Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) aprovado no ano passado pela Anatel

Leticia Riente, editado por Fabiana Rolfini 12/08/2020 14h11
TIM começa a ressarcir clientes por cobranças indevidas
A A A

Se você possui cobranças indevidas por parte da operadora de telefonia TIM, agora pode contar com um site para verificar se terá saldo a receber. A empresa criou o meutim.tim.com.br para ressarcir clientes que foram cobrados de forma errônea.


A TIM foi obrigada a desenvolver o site para cumprir um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) aprovado no ano passado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Para fazer a consulta no site, é preciso informar CPF ou CNPJ. Se houver saldo disponível, o cliente receberá os valores já atualizados e com juros, como acordado com os critérios do Regulamento Geral de Direitos do Consumidor de Serviços e Telecomunicações.

Unsplash-21caa2e004f792254.jpg

Operadora de telefonia móvel foi obrigada a ressarcir clientes por cobranças indevidas. Créditos: Unsplash/Reprodução

Logística dos pagamentos

O processo de pagamentos foi divido em três partes: clientes que ainda são assinantes da TIM devem ser ressarcidos em até seis meses. Já as pessoas identificadas, mas que não usufruem mais dos serviços da operadora, ficarão com o saldo disponível por um ano a contar de 22 de julho de 2020.

Por fim, casos de clientes não identificados, ou seja, que não possuem dados completos no Procedimento para Apuração de Descumprimento de Obrigações (Pados), compreendido pelo TAC, e dos que não estão mais na base de clientes da TIM, com saldo abaixo de R$ 3, o valor será destinado ao Fundo de Defesa de Direitos Difusos (FDD).

Vale destacar ainda que a TIM já depositou R$ 813 mil no FDD, que é vinculado ao Ministério da Justiça e administrado pelo Conselho Federal Gestor do referido Fundo. Inicialmente, o TAC calculou que pelo menos R$ 4 milhões deveriam ser devolvidos aos clientes ou depositados no FDD.

Sobre o TAC

O Termo gerado por meio de processo administrativo obriga a TIM não só a ressarcir cobranças indevidas, mas também a melhorar seus serviços por meio do avanço da experiência do cliente, qualidade e infraestrutura.

O documento também pede o aprimoramento no licenciamento das estações, bem como a evolução dos canais digitais voltados ao atendimento eletrônico e diminuição dos índices de reclamações.

Ainda pelo TAC, a operadora firmou o compromisso extra de levar a 366 municípios banda larga móvel por meio do 4G. Aproximadamente 3,4 milhões de habitantes devem ser atingidos pela iniciativa.

Fonte: Exame

Banda Larga Telefone Tim operadoras Celular
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você