Tudo o que você precisa saber sobre o Nintendo Switch

Na madrugada desta sexta-feira, 13, a Nintendo enfim revelou os aspectos, data exata de lançamento e preço do Switch, seu mais novo console.

O Switch funciona com uma tela multitouch de 6,2 polegadas que apresenta resolução de 1.280 x 720 pixels — como lembra o Polygon, o display tem o mesmo tamanho que o do Wii U GamePad, com a diferença de que aquele tinha resolução de 854 x 480.

Só que, quando estiver no modo portátil, o Switch não vai rodar jogos em 1.080 p, e sim em 720 p — o que ainda é considerado alta definição. Para chegar aos 1.080 p, será necessário conectar o console a uma tela externa, como a de um televisor; isso será feito via HDMI, responsável também por transferir áudio surround 5.1.

Reprodução

Quanto à bateria, a Nintendo informou que ela durará entre 2h30 e 6h30, dependendo do título. "The Legend of Zelda: Breath of the Wild", por exemplo, poderá ser jogado por apenas três horas antes que o dispositivo descarregue.

A memória interna será de 32 GB — a mesma do Wii U Deluxe —, mas será possível aumentar isso com cartões microSDHC e microSDXC. O dock possui duas portas USB, que podem ser usadas para carregar os controles e outros acessórios, sendo que o console recebe carga por uma entrada USB-C que fica na sua parte inferior.

Os preços

O aparelho chegará ao mercado, em escala global, a partir de 3 de março custando US$ 300, o equivalente a R$ 953. Haverá duas versões: uma com os controles em tons de cinza e outra na qual eles são coloridos em azul e vermelho. As pré-vendas já estão abertas pelo site da companhia, mas provavelmente não haverá lançamento oficial no Brasil, uma vez que a Nintendo deixou o país em 2015.

Será possível usar o Switch com várias configurações, usando mais controles e até outras unidades do dock ao mesmo tempo. Um dock sobressalente vai custar US$ 90, enquanto cada unidade do Joy-Con — como a empresa chama o controle — sai por US$ 50 e o pacote com o controle direito e o esquerdo juntos custa US$ 80.

Reprodução

Há ainda um controle Pro, que é basicamente um modelo tradicional de controle, mas para comprá-lo será necessário gastar US$ 70. E também serão vendidos volantes, sendo que o pacote com duas unidades custa US$ 15. Por fim, a base de carregamento para os Joy-Con custa US$ 30.

Os jogos terão preços girando em torno dos US$ 60, o que é mais caro que os títulos de Nintendo 3DS e PlayStation Vita, ambos na faixa dos US$ 35. Entretanto, US$ 60 também é o que a Nintendo pede por jogos de Wii U.





RECOMENDADO PARA VOCÊ