Usina australiana vai fornecer energia elétrica para mineração de criptomoedas

Uma usina a carvão que deixou de operar em 2014 vai reabrir suas portas para fornecer energia elétrica exclusivamente para a mineração de criptomoedas.

A mineração de criptomoedas como a bitcoin exige muita energia elétrica, com uso de diversas máquinas extremamente potentes. Por isso, pessoas e empresas interessadas na prática buscam alternativas de fornecimento de energia baratas para suas instalações.

Em Hunter Valley, na Austrália, uma usina a carvão vai ser readequada para fornecer energia a preços mais baixos. A empresa de energia local se uniu à companhia IOT Group para criar um "centro de operações de blockchain" dentro da usina.

A energia será fornecida diretamente da usina para as máquinas, eliminando a necessidade de retransmissores e outros intermediários, o que vai baratear o preço final da energia elétrica, de acordo com o site The Age.

Além do carvão, as empresas pretendem usar também outras fontes de energia, como solar e até baterias. A expectativa é que o "centro blockchain" comece a operar em 2019.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ