Furacão Dorian

Vídeo mostra tempestade de raio do furacão Dorian nos EUA

Bruna Lima, editado por Liliane Nakagawa 03/09/2019 13h09
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Imagens indicam que o fenômeno tende a permanecer nos próximos dias, e pode até intensificar sua força

O furacão Dorian tem desencadeado uma impressionante tempestade de raios, e por onde passa está deixando sua marca de destruição. Um meteorologista que trabalha no Centro Nacional de Pesquisa Atmosférica dos EUA chamado Dakota Smith, agrupou imagens e montou um vídeo que ilustra os flashes dos raios dentro e ao redor da tempestade. "Criei o loop principalmente para visualizar o quão incríveis são os furacões. As novas imagens de satélite em que podemos colocar as mãos são incríveis", disse Smith.


 

O vídeo de Smith não apenas mostra o violento show de luzes da tempestade, mas também indicam problemas em potencial. Vários flashes no núcleo interno de Dorian, capturados por satélites nos últimos dias de agosto, sugeriram que o pior ainda estava por vir.

Os relâmpagos durante um ciclone tropical não são exatamente raros, mas atingem com bastante frequência as cidades. Vê-los aparecendo regularmente, portanto, indicam um problema. "Isso geralmente significa que a tempestade está mantendo ou aumentando sua força", explicou Smith ao ScienceAlert.

Os furacões são as tempestades mais mortais da Terra, e pesquisas recentes indicam que a atividade de raios tende a aumentar antes que uma dessas tempestades se intensifique. Várias observações ao longo dos anos revelaram que, quando um furacão está crescendo rapidamente, pode produzir abundante atividade de raios em seu centro.

Dois dias depois que essas tempestades apareceram pela primeira vez, Dorian foi atualizado para o status Categoria 5, atingindo as Bahamas com força total. A tempestade está prevista para continuar pela Flórida e pela Carolina do Norte e do Sul nesse final desta semana.

Depois de atingir um pico no domingo, a tempestade agora é classificada como um furacão de categoria 4, o que significa que tem o poder de arrancar telhados de casas e arrancar árvores com seus ventos de 233 km/h. Estima-se que Dorian seja o segundo furacão mais poderoso já registrado no Oceano Atlântico.

Confira o vídeo.

 

Via: ScienceAlert

Ciência EUA Furacão
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você