Amazon estuda construir 'poleiros' para drones de entrega

O escritório de patentes e marcas registradas dos Estados Unidos (USPTO) recentemente concedeu à Amazon uma patente que poderia resolver um problema grave de seus drones de entrega: energia. Segundo a patente, os drones pdoerão pousar em postes de eletricidade ou outros locais altos para se recarregar ou se proteger de uma tempestade.

A ideia da empresa é equipar esses locais com plataformas de pouso e recarga de drones de entrega, que funcionariam como "poleiros" para drones. Drones que estejam se recarregando nessas plataformas ainda poderão passar o seus pacotes para outras aeronaves autônomas da Amazon que estejam com mais bateria, de maneira que a falta de energia do drone não interfira no prazo da entrega.

De acordo com o PatentYogi, que detectou a patente pela primeira vez, a posição de todas as estações de recarga de uma determinada região seria conhecida pelos drones. Caso a aeronave recebesse uma notificação de tempestade ou verificasse que não tem bateria suficiente, ela poderia mudar sua rota de maneira automática para pousar em um desses "poleiros".

Reprodução

Ainda segundo o Mashable, essas estações também poderiam fornecer um método para que os clientes da Amazon retirassem suas encomendas. O "poleiro" incluiria um alçapão, no qual o drone poderia depositar o pacote, e um elevador que desceria a encomenda até o nível térreo. Isso permitiria ao cliente retirar sua encomenda em alguma dessas estações.

Vale lembrar, no entanto, que por enquanto a tecnologia existe apenas como patente. Não há garantia de que a Amazon chegará a desenvolver um sistema desse tipo. Ainda assim, poderia ser uma maneira interessante de se contornar um dos principais obstáculos para a implementação de um sistema de drones de entrega.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ