Amazon processa executivo que trocou empresa pelo Target

A Amazon está processando o ex-executivo de logística, Arthur Valdez, que foi contratado como diretor da cadeia de fornecimento e logística da Target, na tentativa de impedir que ele comece no novo emprego.

A empresa, que tem receio que ele revele segredos de negócios, afirma que o ex-funcionário violou um acordo de não competição que assinou enquanto trabalhava para a empresa. O acordo determina que o executivo não entre em competição com a companhia por 18 meses.

De acordo com a Fortune, Valdez passou 16 anos na varejista como executivo sênior no departamento de operações da varejista sediada em Seattle e assinou o acordo em 2012. A Amazon ainda alega que o ex-funcionário revelou informações sobre a empresa para seu futuro chefe enquanto estava de férias.

Apesar de não ter sido informado quando Valdez saiu da Amazon, o advogado do executivo afirma que a previsão é que ele comece a trabalhar na Target em 28 de março.

A Target, por usa vez, alega que não espera que o novo contratado compartilhe segredos da concorrente. "Nós adotamos precauções significativas para garantir que qualquer informação exclusiva siga confidencial e acreditamos que este processo não tem mérito", disse a porta-voz da Target, Molly Snyder.

O Natal está chegando. Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ