Jeff Bezos

Bilionários da tecnologia: quem ganhou e perdeu dinheiro em 2017

Juliana Américo
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Em 2017, as listas de homens mais ricos do mundo foram dominadas pelos executivos da tecnologia. De acordo com a Bloomberg Billionaires, por exemplo, dos dez mais abastados, seis integram o setor de tecnologia e juntos somam mais de US$ 421,3 bilhões em patrimônio líquido. Quanto dinheiro!


O destaque do ano foi para Jeff Bezos, fundador e CEO da Amazon, que realizou um feito que poucos conseguiram: tirou o co-fundador da Microsoft, Bill Gates, do posto de homem mais rico do mundo – posição que ele ocupou durante anos. 

Bezos começou o ano com fortuna avaliada em US$ 65,4 bilhões no dia 1º de janeiro e atingiu a marca de US$ 98,7 bilhões no dia 13 de dezembro, registrando uma alta de 50% em seu patrimônio líquido. No final de novembro, o executivo chegou a quebrar a barreira dos US$ 100 bilhões.

Já Bill Gates, que atualmente ocupa o segundo lugar na lista, entrou em 2017 com US$ 82,4 bilhões e termina com US$ 90,6 bilhões. O executivo teve uma alta de “apenas” 10%, mas vale ressaltar que ele doou 64 milhões de ações da Microsoft, equivalentes a US$ 4,6 bilhões, no início de junho.

O terceiro homem mais rico do setor de tecnologia e quinto mais rico do mundo é Mark Zuckerberg, fundador e CEO do Facebook. Ele teve uma alta de 46%, passando de US$ 50 bilhões para US$ 73 bilhões.

O co-fundador e diretor executivo da Oracle, Larry Ellison, termina o ano como o oitavo homem mais rico do mundo com fortua estimada em US$ 55,6 bilhões e alta de 33% ante o início do ano, no qual ele registrava um patrimônio líquido de US$ 41,5 bilhões.

Já os fundadores do Google, Larry Page e Sergey Brin, ocupam, respectivamente, nono e décimo lugares entra os mais ricos do mundo. A fortuna de Page teve uma alta de 30%, passando de US$ 39,9 bilhões para US$ 52,2 bilhões; enquanto a de Brin cresceu 29%, passando de US$ 39,2 bilhões para US$ 50,9 bilhões.

Dos 56 executivos da tecnologia listados entre os 500 bilionários da Bloomberg, somente um manteve sua fortuna no mesmo patamar: o co-fundador do Alibaba, Simon Xie, cravou US$ 4,23 bilhões. Já os fundadores da Uber, Travis Kalanick e Garrett Camp, perderam 11,8% das suas fortunas, passando de US$ 6,65 bilhões para US$ 5,87 bilhões cada um. 

*As pesquisas dos números que compõem este texto foram realizadas no dia 13 de dezembro

Amazon Bill Gates MARK ZUCKERBERG
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você