Brasil perdeu 1,14 milhão de linhas fixas em um ano, diz Anatel

A Anatel divulgou hoje dados referentes ao número de linhas fixas de telefonia no Brasil em setembro de 2017. De acordo com a agência, na comparação entre setembro deste ano e o mesmo mês em 2016, o número de linhas desse tipo sofreu uma redução de 1,14 milhão; em termos percentuais, trata-se de uma queda de 2,69% na quantidade de linhas.

Na comparação mês a mês, segundo a agência, o país perdeu pouco mais de 117 mil linhas fixas. No entanto, o resultado variou bastante entre os estados. Ao longo do ano, o estado que mais perdeu linhas fixas de telefonia foi São Paulo, que registrou queda de mais de 80 mil linhas. Santa Catarina, por outro lado, teve um aumento de mais de 47 mil linhas no período.

De maneira geral, as empresas concessionárias (como Claro e Algar Telecom) tiveram uma queda bem mais expressiva no número de linhas do que as empresas autorizadas (como Tim e Oi). No total, as concessionárias tiveram uma queda de 4,23% em seu número de linhas fixas, totalizando 1,05 milhão de acessos. As autorizadas, por sua vez, perderam apenas 0,46% de seus acessos no ano, o que dá uma perda de pouco mais de 78 mil linhas.

Já faz algum tempo que o número de linhas de telefonia fixa no Brasil vem em queda. Essa tendência pode ser atribuída, em parte, à migração dos usuários para serviços de telefonia móvel. Com a popularização de celulares e smartphones, os consumidores desses serviços podem estar sentindo menos necessidade de possuir uma linha fixa de telefonia.

Compras para o Natal? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ