China ameaça proibir venda de iPhones se Trump iniciar 'guerra comercial'

Um dos mercados mais promissores para as fabricantes de smartphones, a China pode impedir a Apple de vender iPhones em seu território. Nesta segunda-feira, 14, um jornal estatal chinês afirmou que “as vendas de automóveis e iPhones dos Estados Unidos na China vão sofrer um revés” se Donald Trump, presidente eleito na semana passada, impuser uma tarifa de 45% sobre as importações chinesas, como teria dito que faria durante sua campanha.

A publicação também afirmou que vai interromper as importações de soja e de milho e que poderá limitar o número de estudantes chineses nos Estados Unidos.

A indústria aérea, outro setor no qual há grandes negócios entre EUA e China, no entanto, não deve sofrer nenhuma medida punitiva.

“O novo presidente será condenado por sua imprudência, ignorância e incompetência e deverá lidar com as consequências”, diz o jornal estatal, que afirma que "nenhum dos presidentes anteriores foram ousados o suficiente para lançar uma guerra comercial total contra a China".

Ainda não se sabe se Trump cumprirá o que prometeu.

Via Business Insider

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ