Elon Musk

Elon Musk anuncia a demissão de 7% dos funcionários da Tesla

Redação Olhar Digital 18/01/2019 18h11
Compartilhe com seus seguidores
A A A

A Tesla anunciou nesta sexta-feira, 18, que cortará 7% da sua força de trabalho. O comunicado foi feito pelo próprio CEO da empresa, Elon Musk, citando a diminuição das receitas da companhia nos últimos dois trimestres. A decisão vem apenas alguns dias após a Space X, outra empresa comandada por Musk, anunciar um corte de 10% dos seus funcionários.


De acordo com a publicação do The Verge, a expectativa é que o corte atinja cerca de três mil funcionários da empresa, que atualmente tem cerca de 45 mil empregados. Além da demissão em massa, a fabricante anunciou ainda que manterá “apenas os mais importantes trabalhadores temporários e colaboradores”. A companhia também cortou o seu programa de indicações recentemente para reduzir custos.

“Tesla terá que fazer esses cortes ao mesmo tempo que aumentando a taxa de produção do Model 3 e fazendo várias melhorias na engenharia de fabricação nos próximos anos”, disse o CEO da companhia em seu blog. No último ano, a empresa lançou o seu primeiro veículo voltado para o mercado consumidor em massa, mas diversas dificuldades limitaram o número de veículos produzidos.

Ainda na carta publicada, Elon Musk cita ainda que a companhia obteve um lucro de 4% no terceiro trimestre de 2018. Além disso, dados preliminares do último trimestre mostrariam uma margem ainda menor entre os meses de outubro e dezembro. Por fim, o executivo diz ainda que o número de funcionários cresceu 30% no último ano, o que seria mais do que a fabricante conseguiria suportar para se manter competitiva.

A notícia dos cortes na Tesla caíram como uma bomba no mercado financeiro. Às 18h desta sexta-feira, 18, as ações da companhia enfrentam uma desvalorização de 13,41% e estão sendo negociados a US$ 300,75.

demissão Tesla elon musk
Compartilhe com seus seguidores

Recomendados pra você