Elon Musk fuma maconha em entrevista e faz ações da Tesla caírem

Quem acompanha o mercado de tecnologia de perto sabe que Elon Musk é uma figura polêmica. Além de criar projetos mirabolantes (ele é fundador e CEO da SpaceX e da Tesla), o bilionário chama a atenção também por seu comportamento controverso. Exemplos não faltam para ilustrar esta afirmação.

Dois meses atrás, Musk acusou de pedófilo um dos mergulhadores que trabalharam no resgate dos meninos tailandeses presos em uma caverna. Criticado, chegou a pedir desculpas e, nesta semana, voltou a atacar o homem com a mesma acusação. Ontem, Musk protagonizou mais uma cena questionável.

Em uma entrevista ao vivo no YouTube, o entusiasta da tecnologia revelou o plano de construir um avião elétrico, falou do uso de combustíveis fósseis e... fumou um cigarro de maconha. Tamanho desprendimento não pegou bem. Horas depois, dois executivos do alto escalão da Tesla se demitiram. Hoje, as ações da companhia tiveram queda de mais de 6%, indicando insatisfação dos acionistas com as atitudes do empresário. Às 18h pelo horário de Brasília, os papeis eram cotados a US$ 264.

Dave Morton, até então chefe da área de Recursos Humanos, é um dos executivos que deixaram a Tesla. Ao jornal The Guardian, ele conta que ingressou na empresa há apenas um mês e atribuiu sua passagem relâmpago ao nível excessivo de atenção pública acerca da empresa.

Recentemente, Elon Musk já havia mexido com os ânimos dos acionistas com a publicação de um tweet no qual cogitava fechar o capital da Tesla e comprar cada ação por US$ 420.

Veja a entrevista em que Elon Musk fuma um cigarro de maconha:

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ