Escritório do Google é alvo em investigação de fraude fiscal

A sede do Google em Paris foi invadida nesta terça-feira, 24, por promotores e policiais franceses por conta de uma investigação fraude fiscal.

Pelos menos cem funcionários da administração fiscal e da Brigada de Aplicação da Lei de Criminalidade Financeira, incluindo 25 especialistas em informática e cinco promotores da instituição nacional financeira da França, cumpriram um mandato de busca e apreensão no local.

A investigação começou em junho de 2015, após o próprio governo francês dar queixa contra a empresa, que declara somente parte de suas atividades no país e não cumpri suas obrigações fiscais, incluindo recolhimento de imposto de renda e lucros.

Os investigadores irão conferir se a Google Irlandesa tem um estabelecimento permanente no país – caso seja confirmado, a empresa será obrigada a seguir as leis fiscais francesas.

A Irlanda é usada por empresas que querem atuar na Europa, mas evitar pagar os altos impostos. Além de o país apresentar as menores taxas da região, um acordo da União Europeia diz que, caso o escritório em determinado país seja usado somente para fins publicitários, de pesquisa científicas, fornecimento de informações ou outras atividades auxiliares, não precisa pagar os impostos locais.

O Google vem sofrendo indignação da parte europeia exatamente por conta da falta de pagamento de impostos. A França, por exemplo, está exigindo US$ 1,8 bilhão em impostos atrasados; e no início do ano, a empresa conseguiu um acordo de US$ 190 milhões com o governo do Reino Unido para cobrir as dívidas de mais de 10 anos. Porém, especialistas e críticas acreditam que a quantia seja irrisória.

Via Le Monde e Le Parisien

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ