Existência de nono planeta no Sistema Solar ganha mais evidências

As suspeitas de que nosso Sistema Solar possui um nono planeta, que fica ainda mais distante do Sol do que Plutão, acabam de ganhar mais força. O astrônomo Michael Brown, um dos autores do estudo que levantava essa hipótese, anunciou ontem pelo Twitter mais um fato que aponta para essa conclusão.
 


Brown diz ter encontrado mais um objeto do Cinturão de Kuiper excêntrico: que se movimenta de maneira inusitada. A suspeita sobre a existência do nono planeta teve origem por conta de seis objetos desse tipo - seus movimentos estranhos poderiam ser explicados pela presença de um nono planeta. Com essa nova descoberta, a suspeita se torna ainda mais forte.

O novo objeto excênctrico foi descoberto pelo Canada France Hawaii Telescope, que está realizando a pesquisa Outer Solar System Origins Survey (OSSOS). AS informações sobre seu movimento excêntrico foram apresentadas pela astrônoma Michele Bannister, do SETI Institute. A apresentação pode ser vista abaixo:


Ainda segundo Brown, com a nova descoberta, a chance de esse comportamento estranho dos objetos do Cinturão de Kuiper ser uma coincidência estatística cai ainda mais. O nono planeta, caso exista realmente, tem cerca de 10 vezes a massa da Terra, e demora entre 10 mil e 20 mil anos para dar uma volta em torno do Sol.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ