Google paga US$ 1,1 bilhão por um pedaço da HTC

Google e HTC confirmaram os rumores de que a companhia americana compraria parte da taiwanesa poucas horas após o falatório em torno do negócio começar a esquentar no mercado.

Segundo reporta a Reuters, o Google vai pagar, em dinheiro, US$ 1,1 bilhão pela divisão da HTC responsável pelo desenvolvimento dos smartphones Pixel. Isso inclui 2.000 funcionários e propriedade intelectual (que vai para o Google sob um acordo de não exclusividade).

"De muitas formas, esse acordo é um atestado à história de uma década de trabalho em equipe entre HTC e Google", afirmou, em comunicado, o vice-presidente sênior de hardware do Google, Rick Osterloh.

Na carta, o executivo lembrou que as duas empresas já protagonizaram alguns momentos de pioneirismo, como os lançamentos do primeiro smartphone com Android (o HTC Dream), do Nexus One, em 2010, do tablet Nexus 9, em 2014, e do primeiro Pixel, no ano passado.

O burburinho acerca desse acordo surgiu no começo do mês, mas se intensificou ontem, quando a HTC enviou um convite a seus funcionários para uma reunião logo após suspender a venda de ações por toda esta quinta-feira, 21.

Fazia algum tempo que a taiwanesa vinha estudando alguma reestruturação porque a empresa não vai bem das pernas, com seus lucros de agosto tendo atingido apenas US$ 100 milhões, um declínio de 54% em relação ao mesmo mês de 2016.





RECOMENDADO PARA VOCÊ