Mercado de relógios inteligentes cai pela metade em um ano

De acordo com dados da empresa de pesquisa de mercado IDC, o mercado de relógios inteligentes despencou 51,6% na comparação entre o terceiro trimestre de 2016 e o mesmo período de 2015. Entre julho e setembro de 2016, foram vendidos 2,7 milhões de smartwatches, contra 5,6 milhões nesses mesmos meses no ano passado. 

A IDC ressalta que o terceiro trimestre de 2015 marcou a primeira vez que o Apple Watch - principal dispositivo do mercado - esteve disponível em lojas. Isso seria responsável por uma procura acima do normal nesse setor. Por outro lado, o Apple Watch Series 2 só esteve disponível durante as duas últimas semanas do terceiro trimestre de 2016, o que contribuiria para que as vendas fossem menores nessa época.

Empresas

Isso contribuiu para que, na comparação entre os dois períodos, as vendas do Apple Watch tenham caído 71,6%. Em 2015, foram 3,9 milhões de aparelhos vendidos, contra 1,1 milhões no mesmo período em 2016. A fatia do mercado que os dispositivos da Apple representam também caiu drasticamente, de 70,2% em julho-setembro de 2015 para 41,3% no mesmo período de 2016. Vale notar, contudo, que a empresa se manteve na liderança do mercado.

Esse não foi, entretanto, o maior "tombo" entre as empresas avaliadas. Esse posto ficou para a Lenovo, cujas vendas de relógios inteligentes despencaram 73,3% entre os dois períodos, de 300 mil aparelhos vendidos no terceiro trimestre de 2015 para cerca de 100 mil no mesmo período de 2016. Sua fatia do mercado também encolheu de 6,2% para 3,4%.

Uma empresa que se beneficiou enormemente no período estudado foi a Garmin. Enquanto as outras empresas tentam criar relógios inteligentes com múltiplas funções, os da Garmin se concentram em saúde e bem-estar. Talvez por isso, a empresa tenha saído de uma fatia de 2,3% do mercado para uma fatia de 20,5% do mercado em um ano. Nesse ano, suas vendas de smartwatches subiram de 100 mil para mais de 600 mil, num crescimento total de 324,2%

Significado

Ramon Llamas, gerente de pesquisa da equipe de aparelhos vestíveis da IDC, considera que essa queda acentuada no mercado é parcialmente causada pelo timing das empresas. A segunda geração do Apple Watch só chegou no fim de setembro, e "a decisão do Google de segurar o Android Wear 2.0 deixou os fabricantes confusos sobre lançar novos dispositivos antes ou depois do natal de 2016", argumentou.

No entanto, Jitesh Ubrani, analista sênior de pesquisas da IDC Mobile Device Trackers, acredita que os consumidores já não vêem tais dispositivos da mesma maneira. "Também ficou evidente que smartwatches não são para todos", disse. "Ter um propósito e um caso de uso claros é essencial, portanto muitos fabricantes estão focando em saúde e bem-estar por causa de sua simplicidade", opinou.

O Natal está chegando. Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ