Mozilla demite 250 funcionários e planeja reformular negócio principal

Pandemia do coronavírus foi um dos motivos para a empresa realizar mudanças drásticas em suas operações; profissionais desligados serão indenizados

Da Redação, editado por Fabiana Rolfini 13/08/2020 08h22
Mozilla
A A A

A Mozilla Corporation (criadora do navegador Firefox) anunciou na terça-feira (11), por meio de um post em seu blog, que tomou difíceis decisões para apoiar o futuro financeiro da organização. Dentre elas está a demissão de 250 funcionários e a reformulação do modelo de negócio da empresa. 


Segundo Mitchell Baker, CEO da empresa e presidente da Mozilla Foundation, todos os demitidos receberão uma indenização pelo resto do ano, junto com os bônus do primeiro semestre de 2020.

A empresa planeja publicar um “diretório de talentos”, onde pretende anunciar as habilidades e a experiência dos funcionários desligados, caso os ex-colaboradores concordarem em ter seus nomes listados.

11370773124_2de96f2f52_b.jpg

Mitchell Baker, CEO da Mozilla Corporation, anunciou grandes mudanças na empresa. Foto: Flickr/Reprodução.

 

No post, Baker também mencionou o fim das operações em Taipei, Taiwan, e citou a necessidade da companhia adaptar suas finanças a um mundo ‘pós-Covid-19’, redirecionando novos serviços que ajudem os usuários a expressarem o que defendem. A executiva também disse que a empresa tentou minimizar o impacto com a crise gerada pela pandemia, com o plano ‘pré-Covid’, feito no início do ano, o qual perdeu viabilidade.  

Novo modelo de negócio

Ainda de acordo com a CEO, o novo modelo de negócio principal da Mozilla deve focar em produtos ‘financeiramente viáveis’. “Reconhecer que o modelo antigo em que tudo era de graça tem consequências, por isso devemos explorar uma gama de oportunidades de negócios diferentes” disse.

No mês passado, a empresa lançou aplicativos de VPN, que atualmente geram muito lucro às empresas de tecnologia, com isso, pode haver um foco maior nesse tipo de produto. A Mozilla chegou tarde nesse mercado, mas pode ter muitas chances de sucesso por conta da sua fama na defesa dos direitos civis e da privacidade

“As mudanças que estamos fazendo hoje são difíceis, mas acreditamos que estaremos prontos para atender demandas do mercado, e os desafios e oportunidades que o futuro da internet enfrenta” concluiu Baker. 

 

Fonte: ZDNet


Firefox Mozilla finanças covid19 pandemia
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você