Qualcomm rejeita proposta de aquisição de US$ 130 bilhões da Broadcom

A Qualcomm recusou a proposta de aquisição feita pela Broadcom. Em um comunicado publicado em seu site oficial, a empresa anunciou ter chegado a uma decisão unânime por parte dos seus diretores para rejeitar a fusão entre as empresas.

A proposta foi feita na semana passada, mas a resposta só saiu nesta segunda-feira, 13. Segundo fontes consultadas pela Reuters, a Qualcomm considerou a proposta de US$ 70 por ação feita pela Broadcom baixa, e a recusa faria parte de uma estratégia de negociação para conseguir um valor maior.

Considerando a forte presença da Qualcomm no mundo atual - além dos processadores Snapdragon encontrados em alguns dos principais smartphones da atualidade, a empresa também fabrica outros componentes usados nesses dispositivos - é esperado que a empresa não se entregue facilmente e seus executivos briguem por um acordo mais lucrativo para eles.

"Nenhuma empresa está melhor posicionada nos setores mobile, Internet das Coisas, automotivo, computação de ponta e rede dentro da indústria de semicondutores", justificou o diretor da Qualcomm Paul Jacobs, que também disse que os executivos da fabricante de chips consideraram o valor oferecido pela Broadcom muito baixo.

Na semana passada, a Broadcom oficializou uma proposta de US$ 130 bilhões pela aquisição da rival Qualcomm. Caso as empresas fechem o negócio em algum momento no futuro, ele será a maior aquisição da história da indústria da tecnologia, superando os US$ 67 bilhões pagos pela Dell na compra da EMC em 2015.

[Atualizado às 13h]

Compras para o Natal? Não deixe de conferir a extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ