Rússia não quer mais a Microsoft e nenhuma tecnologia estrangeira no país

O presidente russo Vladimir Putin está incentivando as autoridades estaduais e empresas locais a reduzirem a dependência de fornecedores de software estrangeiras. E a primeira a entrar na lista negra foi a Microsoft.

A cidade de Moscou está substituindo os produtos da Microsoft por soluções de concorrentes locais. Os sistemas de e-mail Exchange e Outlook, por exemplo, serão trocados por sistemas desenvolvidos pelo provedor de internet russo Rostelecom PJSC.

O governo também está considerando deixar de lado o Office, mas as autoridades estaduais ainda estão à procura de alternativas, diz o chefe de tecnologia da informação de Moscou Artem Yermolaev.

Putin está em busca da independência tecnológica após corporações norte-americanas cortarem laços com as principais instituições russas após a anexação da Criméia, em 2014. Para incentivar a adoção de soluções locais, o presidente tem planos de aumentar os impostos sobre as empresas de tecnologia ocidentais que operam na Rússia.

Via The Next Web





RECOMENDADO PARA VOCÊ