Twitter passa a conceder licença paternidade remunerada

O Twitter começou a oferecer licença paternidade de vinte semanas remuneradas para seus funcionários. O direito vale também para pais que fizerem adoção. O projeto se assemelha com o Facebook e visa oferecer licença parental de gênero neutro.

Jeffrey Siminoff, executivo de inclusão e diversidade do Twitter, declarou que a empresa quer dar o exemplo a outras, incrementando ações que influenciem na dinamização de outros lugares.

A política da empresa mudou para permitir que os pais, e pais de adoção, não se sentissem pressionados a continuar a trabalhar após terem seus filhos. Para dividir bem as tarefas e não gerar impactos nas cargas de trabalho, a empresa também vai com contar com gestores específicos para esses casos.

Além disso, o projeto de licença parental de gênero neutro pode ajudar o Twitter a alcançar seu objetivo de aumentar a presença de mulheres em seus postos de trabalho em 2016. Vale lembrar que atualmente a presença feminina nos postos de trabalho é de 34% no Twitter, 32% no Facebook e 30% no Google. O Twitter pretende melhorar esse número para 35% ainda neste ano.


Via Engadget.  

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ