Carreira: aprenda a aproveitar ao máximo o potencial do LinkedIn

Diferente do Facebook, Instagram ou Twitter, apesar de também ser uma rede social bastante popular, o LinkedIn é um pouco diferente - é uma rede focada principalmente em relações profissionais. Cada vez mais empresas usam a ferramenta não só para anunciar oportunidades de emprego como também para pesquisar futuros candidatos. Nós brasileiros, já somos 29 milhões de usuários dentro da plataforma.

Cada conexão de um perfil represente, em média, 400 novas pessoas para que você possa ser apresentado; 100 novas empresas e a possibilidade de se candidatar a mais de 500 vagas! Interessou? Você usa o LinkedIn? Muita gente está lá, mas será que você está usando a rede corretamente e da melhor maneira possível para aproveitar tudo o que ela oferece?

Muitas coisas são importantes e outras imprescindíveis na hora de montar e gerenciar seu perfil no LinkedIn. O primeiro cuidado - que pode parecer óbvio para muita gente - é ter uma foto. Um perfil sem foto diminui muito a possibilidade de ser visto na rede. Segundo o próprio LinkedIn, um perfil com foto é 21 vezes mais visto do que um sem imagem. 

Não existe certo ou errado para o tipo de foto que você deve usar no seu perfil. Importante é escolher algo que realmente tenha a ver com você. 

Junto com a foto, o resumo de qualificações é uma das primeiras coisas que os recrutadores leem em um perfil quando pesquisam candidatos. Um bom resumo consiste de dois ou três parágrafos - não mais do que isso - que conte um pouco da sua vida profissional e que, principalmente, use palavras-chave que descrevam suas qualificações.

Foto e resumo são meio caminho andando, mas para ter um perfil campeão no LinkedIn, é preciso preenchê-lo todo - sem ser muito prolixo, mas preencher todos os campos disponíveis na hora do cadastro. Isso certamente o tornará mais relevante dentro da sua rede de contatos. Uma coisa que muita gente esquece ou deixa de lado e também é indispensável é a localização. Saber onde você vive e está disposto a trabalhar, às vezes, é premissa para o empregador iniciar uma pesquisa de candidatos.

Ainda tem gente que confunde o perfil no LinkedIn com o currículo em si. Definitivamente, não é a mesma coisa. E não adianta simplesmente copiar as informações de um para o outro e achar que aquilo vai dar resultado. São coisas diferentes…

Outro equívoco grande que vem sido observado no comportamento dos brasileiros dentro da rede é o pessoal que sai adicionando todo mundo sem muito critério. A sua rede é muito importante para o seu perfil. E essa história de quanto mais gente, mais oportunidade de ser visto e, consequente, melhor, não é verdade. É preciso se preocupar com a qualidade das suas conexões, não necessariamente com a quantidade de contatos.

E se você é daqueles que só corre para o LinkedIn quando está procurando emprego, não espere milagres. Não é assim que funciona. Quer dizer, pode até dar certo, mas não é a regra. Como toda rede social, você precisa manter seu perfil ativo…

Por último, se ainda cabe mais uma dica - e esta vale para qualquer rede social e para toda a vida: seja sempre você mesmo. Não é porque o LinkedIn é uma rede profissional que você vai tentar se mostrar de maneira diferente ali. Claro, é preciso pensar profissionalmente e ter bom senso na hora de publicar seja lá o que for ou mesmo entrar em contato com alguém desconhecido, mas a integridade é imprescindível. Aproveite essas dicas, reveja seu perfil no LinkedIn e boa sorte - certamente fazendo um uso mais inteligente da plataforma, oportunidades serão consequência. Boa sorte…

A BlackFriday está chegando. Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.


RECOMENDADO PARA VOCÊ