Amazon Go: veja como é fazer compras no mercado do futuro

Por Marcelo Gripa

Sucos, chocolates, cervejas, sanduíches. À primeira vista este mercado, em Seattle, nos Estados Unidos, se parece com qualquer outro que frequentamos no dia a dia. Só parece! Uma olhada mais de perto mostra que ele não tem nada de convencional.

Viemos conhecer o Amazon Go, a aposta da gigante do varejo para revolucionar as lojas físicas. Aqui não tem caixas  de atendimento e nem filas. O cliente entra, escolhe o que quer, coloca tudo numa sacola e vai embora. Simples assim.

Como toda novidade, o processo é diferente de um supermercado tradicional. Antes de qualquer coisa, é preciso baixar o aplicativo Amazon Go e vinculá-lo a uma conta de usuário na Amazon. Ao entrar na loja, é só aproximar o celular da catraca para a leitura do QR Code estampado no app. Dá inclusive para liberar a entrada de mais pessoas com o mesmo aparelho. O reconhecimento é imediato e…pronto! Hora de ir às compras.

O Amazon Go funciona com um sofisticado sistema de tecnologia que combina visão computacional, algoritmos de aprendizagem de máquina e sensores ultrapotentes. Segundo a Amazon, que não detalha exatamente como tudo funciona, a operação é parecida com a dos carros autônomos, com capacidades de compreensão do ambiente à sua volta.

Centenas de câmeras posicionadas no teto da loja monitoram cada passo do usuário e também o que acontece nas prateleiras. Quando o consumidor pega determinado produto, o sistema reconhece o movimento e identifica o cliente na hora. Neste momento, a compra é acrescentada ao carrinho virtual. Se o item for retornado à prateleira, o débito é cancelado assim que a tecnologia percebe a devolução do produto. Tudo muito rápido e sem intervenção humana.

Mas será que esse processo funciona mesmo na prática? A resposta é sim - e muito bem! Nós fizemos uma breve simulação e comprovamos: os produtos recolocados na prateleira realmente foram desconsiderados da conta. Já os produtos que foram para a sacola, estes sim acabaram devidamente cobrados. No caso de erro na conta, é possível pedir reembolso pelo próprio aplicativo.

Praticidade é a palavra de ordem por aqui. Finalizada a compra, basta caminhar em direção à saída e passar por uma outra catraca. A validação é feita automaticamente e, no prazo de 10 minutos, o valor é debitado no cartão de crédito registrado na Amazon, junto com uma notificação no aplicativo listando as compras feitas. Sem filas e sem precisar colocar a mão no bolso.

O Amazon Go está em fase de testes ainda e conta apenas com essa loja modelo, em Seattle. A ideia da empresa é expandir o negócio para outras seis cidades americanas ainda este ano. Eficiência e conveniência viabilizadas pela tecnologia. Estas são as apostas para o supermercado do futuro.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.


RECOMENDADO PARA VOCÊ