Aprenda a calibrar o monitor e a TV para ter cores mais precisas

A boa notícia é que calibrar o seu monitor num computador que roda Windows é super fácil e não leva mais que alguns minutos. Vamos lá!

Para encontrar a função, comece pelo “Menu Iniciar” e acesse o “Painel de Controle”. Entre em “Gerenciamento de Cores” e então na guia “Avançado”. Pronto, escolha a opção “calibrar vídeo”; aqui. A primeira configuração a ser ajustada é a “Gama”. Com base nas imagens apresentadas, mexa na barra que está no lado esquerdo da tela até que você alcance o resultado mais próximo do nível “Gama bom”. Fácil, né?

O próximo passo é acertar os níveis de brilho e contraste. Olha lá, o guia do próprio Windows mostra uma imagem com resultado ideal. É só ir alterando as configurações até chegar mais perto do ideal. Por último, as cores do monitor. Ao mover as três barras de cores você deverá obter um tom de cinza neutro. Ou seja, ele não deve ficar muito claro, nem escuro. Depois do acerto, clique em “Concluir” para usar a calibração que acabou de realizar ou em “Cancelar”, caso não tenha gostado do resultado e prefira usar uma configuração pessoal.

Nas TVs o processo é parecido; a única diferença é que você não vai ter uma imagem guia para se nortear, mas a gente te ajuda. Entendendo o que significa cada ajuste já é mais do que meio caminho andado para extrair a melhor imagem possível da sua TV. O primeiro passo é avaliar o ambiente em que o aparelho está: claro, escuro. É importante saber que qualquer luz ambiente interfere no contraste de cores que nossos olhos enxergam…você já viu um cinema com luzes acesas? Então…

O brilho determina a intensidade da cor preta na tela da TV. Se o brilho estiver muito baixo, a imagem vai ficar apagada, escura e vai ficar até difícil diferenciar os tons. A melhor dica na hora de configurar o brilho é colocar uma imagem escura na tela e ajustar o brilho para que o preto se torne bastante profundo. Em geral, a configuração de brilho fica próxima dos 50%…

O contraste é similar ao brilho, mas regula os tons de branco. Quando o contraste está muito alto, as imagens ficam mais fortes, com menos detalhes. O ideal é encontrar um ajuste entre 50 e 80% e observar ser não há borrões entre os tons de branco e preto.

A nitidez deve ser calibrada para chegar ao maior nível de detalhes das imagens, mas sem exagero nos contornos. Aliás, a regra é geral; para todos os ajustes é preciso encontrar um equilíbrio. Uma boa ideia para calibrar a nitidez é procurar cenas com rostos de pessoas e fazer com que a imagem fique bastante natural, com contornos visíveis e suaves. Uma ideia de valor é um ajuste entre 20 e 50%.

A saturação ideal é aquela que mais se aproxima da imagem real, no momento da captura. Claro, cada usuário tem suas preferências por imagens mais ou menos saturadas. O melhor é não deixar as cenas muito lavadas nem exageradamente fortes. O recomendado fica, novamente, perto dos 50% na hora de fazer o ajuste manual.

A maioria das TVs já traz configurações pré definidas como modo cinema, esportes, game… A ideia é facilitar a vida do consumidor para que ele não tenha que aprender a mexer em todos esses ajustes que acabamos de explicar. Mas agora que você já sabe, pode experimentar e usar esses “presets" como guias para chegar ao que mais lhe agrada e extrair a qualidade máxima da sua TV.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.


RECOMENDADO PARA VOCÊ