Bancos digitais vs tradicionais: veja os diferenciais deste novo modelo

Links:
Comparamos: conheça a melhor opção de banco digital sem tarifas

Não tem cafezinho com o gerente, idas e vindas até a agência (nem sequer para abrir uma conta) e muito menos burocracia. Os bancos digitais - e a escolha deles frente aos bancos tradicionais - são uma tendência mundial e uma busca cada vez maior do brasileiro. De acordo com uma pesquisa da consultoria Cantarino Brasileiro, especializada no setor financeiro, 54% dos clientes de bancos tradicionais já pensam em abrir uma conta unicamente digital. Mas será que vale a pena?

As diferenças começam desde o momento de abrir uma conta. Nos bancos digitais, o processo é todo feito através do próprio aplicativo, enviando fotos dos documentos e, no máximo, uma selfie; simples assim. Após aprovação, sua conta está criada. As transações também são todas feitas pelo celular. Além da busca por praticidade, o que chama muita atenção nos bancos digitais são as baixas taxas; em alguns casos, as contas são totalmente gratuitas, sem qualquer tarifa.

Em época de crise no país, qualquer economia é bem vinda. E foi assim, fazendo contas simples, que a Ivanice abriu mão da sua conta tradicional de 24 anos para mudar para um banco 100% digital.

Nos bancos digitais, diferentes dos tradicionais, tudo é resolvido a distância. Você não precisa ir a lugar nenhum para resolver nada; nada mesmo, seja um pedido de crédito, aumento de limite, para tirar dúvidas ou até fazer um depósito. E esta foi outra razão que motivou a Ivanice a buscar sua conta digital: tempo.

Os cartões de crédito e débito são mais um atrativo dos bancos digitais; o dinheiro de plástico está totalmente integrado com a conta. Dá para acompanhar todas as transações em tempo real pelo aplicativo. E além das taxas serem bem menores do que as aplicadas por bancos tradicionais, todos os cartões de crédito são livres de anuidade.

A única coisa que pode ser mais difícil com as contas digitais é na hora de sacar dinheiro - que, normalmente, só podem ser feitos em Bancos 24 horas. Os depósitos também não são tão simples. Em alguns casos, é preciso gerar um boleto bancário no aplicativo e realizar o pagamento para que o valor caia na sua conta. Mas a principal dúvida em relação aos bancos digitais é em questão à segurança. Neste caso, é importante verificar as garantias que cada banco oferece. Muitos deles são protegidos pelo FGC, o Fundo Garantidor de Crédito. Nestes casos se, por exemplo, o banco quebra, o FGC garante depósitos de até 250 mil reais aos correntistas.

Para quem ainda não se sente seguro, o mais indicado é fazer uma adaptação aos poucos. Manter a conta no banco tradicional enquanto experimenta um formato digital. Esta é uma boa saída para ganhar confiança e avaliar se o modelo se encaixa às suas necessidades.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.


RECOMENDADO PARA VOCÊ