Compartilhe com seus seguidores
A A A

Brasileiros criam tecnologia que reduz comprimidos

Henrique Freitas, editado por Renato Santino 07/10/2019 20h10

Pesquisadores da USP de Ribeirão Preto desenvolveram uma tecnologia para reduzir o tamanho de comprimidos e facilitar a ingestão dos remédios. Em uma máquina, a molécula do princípio ativo passa por alta pressão e fica um bilhão de vezes menor, para que possa ser misturada na água ou no suco, facilitando a ingestão do paciente.

O grande sucesso da pesquisa se dá, pelo fato dos cientistas brasileiros terem conseguido embalar o princípio ativo dos remédios em uma membrana muito pequena, feita a partir de gema de ovo ou semente de girassol. O processo de fabricação usa somente produtos naturais. Isso faz com que a absorção do remédio pelo corpo humano fique até dez vezes melhor do que quando se engole um comprimido. Essa nova tecnologia já recebeu a licença da Anvisa para produzir suplementos alimentares e cosméticos em versão nano.

Além disso, a Faculdade de Medicina da USP também está testando uma pomada com o princípio ativo em tamanho nano, que garante uma redução de inflamação em mais de 80% no tratamento de doenças infecciosas da pele.

Medicina Pesquisa USP Tecnologia medicamento remédio comprimido
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você