Comparamos 7 serviços de armazenamento na nuvem; saiba qual é o melhor

As soluções de armazenamento na nuvem estão se tornando cada vez mais populares. Afinal, elas permitem que a gente tenha acesso aos nossos arquivos mais importantes em qualquer lugar e hora. E como nem sempre tem espaço no nosso celular, é bom poder armazenar fotos e vídeos na nuvem para não precisar se preocupar com isso.

Mas hoje em dia existem muitos serviços de nuvem diferentes, cada um com um foco diferente. E se você está precisando urgentemente de mais espaço para arquivar sua vida digital, é importante pesquisar antes de escolher um deles.

Bom, a gente está aqui para ajudar. Vamos comparar na sequência os sete serviços de armazenamento mais populares do mercado. A gente vai falar quanto cada um deles oferece de espaço grátis e quanto custa para comprar mais espaço neles. E se eles tiverem algum recurso interessante a mais, a gente menciona também. Vem com a gente:

Se você tem um celular Android, você provavelmente já tem o Google Drive, que permite acessar arquivos de qualquer tipo a partir do seu celular. E ele também deixa você editar textos, apresentações ou planilhas a partir da internet, usando as ferramentas gratuitas do Google, em dispositivos Windows, Mac, Android e iOS. Os primeiros 15 giga de armazenamento nele são grátis, mas se você precisar de mais espaço, vai ter que pagar sete reais por mês por mais 100 giga. E dá pra ter até 10 terabytes de espaço nele, mas isso custa 350 reais por mês. Ah, e se você usar o Google Fotos no seu celular, pode armazenar quantas fotos quiser, de graça, contanto que elas tenham resolução de 16 megapixels ou menos.

E se você for usuário de iPhone, já deve ter uma conta no iCloud. Ele é como se fosse o Google Drive da Apple, e também permite sincronizar pastas e arquivos entre aparelhos Windows, Linux e Android, além do próprio sistema dos iPhones. Mas ele só oferece 5 giga de graça, e se você quiser mais precisa pagar um dólar por mês por mais 50 giga. Dá pra contratar até dois terabytes por mês no serviço, mas isso custa vinte dólares, o que dá uns 65 reais. Apesar dele ser mais caro, a Apple garante que ele tem um serviço robusto de segurança e criptografia, o que pode agradar alguns usuários.

Tem também o OneDrive, que é a solução da Microsoft para armazenar arquivos na rede. Ele oferece 5 giga de armazenamento gratuito, e dá pra aumentar para 50 giga por quatro reais por mês. Mas a vantagem dele é que os planos pagos vem junto com o Office 365, a versão online da suíte de aplicativos de trabalho da Microsoft. Dá pra pagar 24 reais por mês para ter um tera de armazenamento e uma licença do Office, ou 30 por mês por dois teras e cinco licenças. Com isso, você consegue não só instalar os programas nas máquinas como também usar a versão web deles para editar seus documentos e planilhas. Se você usa bastante programas como o Word e o Excel, é um negócio excelente.

A Amazon também tem um serviço parecido. Ele se chama Amazon Drive, e oferece 5 giga de graça para você armazenar arquivos, fotos, vídeos e mais o que quiser. E para quem assina o Amazon Prime, que é como se fosse a Netflix da Amazon, as fotos não contam nesses cinco giga. Se precisar de mais espaço, você pode pagar 12 dólares por ano para ter acesso a mais 100 giga, ou 60 dólares por ano para ter mais um tera. Assim como os outros serviços, o da Amazon também permite que você edite documentos e planilhas na nuvem. E dá até pra ouvir as músicas que você armazenou lá. Ele pode não ser o serviço mais barato da, mas para quem assina o Prime, é uma opção muito boa.

Mesmo que você nunca tenha usado nenhum desses, já deve ter ouvido falar do Dropbox. Ele é o serviço de armazenamento em nuvem mais popular sem ser aqueles ligados a gigantes da tecnologia. Ele é ótimo para quem tem uma demanda muito grande por armazenamento na nuvem, porque oferece espaço ilimitado por 20 dólares por mês. Mas para quem não está disposto a pagar, ele não vale tanto a pena, porque ele só oferece dois giga de armazenamento gratuito. Fora isso, é necessário baixar e instalar o aplicativo do Dropbox em cada aparelho que você quiser sincronizar. As soluções do Google, da Apple e da Microsoft também são assim, mas a chance de você já ter esses aplicativos em pelo menos um dos seus dispositivos é maior. Assim, o Dropbox acaba sendo mais indicado para quem tem depende muito desse tipo de serviço.

E você lembra do Megaupload, aquele site que foi fechado pelo FBI por hospedar pirataria? Pois então, o criador dele depois lançou o MEGA, um serviço muito parecido com o antecessor dele, e que oferece alguns planos bem em conta. Só de criar uma conta grátis nele você já ganha 50 giga de armazenamento. E se você precisar de mais, dá pra comprar mais 200 giga por cinco euros por mês. No limite, é possível conseguir até 4 tera de espaço, o que custa trinta euros por mês. É caro, mas se você pagar por ano, acaba ganhando dois meses de graça. Mas assim como o Dropbox, é preciso instalar o app do serviço em cada dispositivo que você quiser manter sincronizado.

Por último, tem também o Box, que tem se tornado bem popular nos últimos anos. Ele também funciona com uma série de sistemas diferentes e permite editar os arquivos enquanto eles estão hospedados nos servidores deles, o que é bme conveniente. Mas essa conveniência tem preço. Dá pra usar 10 giga de graça na plataforma, ou pagar onze dólares e cinquenta centavos por mês para ter mais 100 giga. Acima disso, os planos disponíveis são voltados para empresas, com um mínimo de três usuários. Mas dá para ter armazenamento ilimitado na plataforma por 17 dólares por mês, o que é mais barato do que o Dropbox. Por isso, ele também é mais orientado para quem tem uma demanda bem grande por serviços desse tipo.

E aí, deu pra conhecer melhor as principais soluções do ramo? Vale sempre lembrar que ter conta em um desses serviços não te impede de ter conta em outros. Por isso, se você não quer gastar dinheiro, vale a pena usar o armazenamento gratuito de cada um. E depois, se precisar de mais espaço, você escolhe o que achar mais conveniente e fácil de usar. Mas se você tem uma empresa que costuma trabalhar com arquivos grandes na nuvem, é uma boa ideia dar uma olhada nas opções ilimitadas como a do Box.

Compras para o Natal? Não deixe de conferir a extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.


RECOMENDADO PARA VOCÊ