Compartilhe com seus seguidores
A A A

Entenda por que o Brasil está atrasado na criação de data centers

Redação Olhar Digital 06/05/2017 19h00

Previsões mostram que, até 2018, o tráfego de dados móveis mundial deve chegar a 1200 exabytes. Exabytes? Bom, para dar uma ideia do tamanho desse volume, saiba que todo o tráfego de Internet no Brasil fica perto de 2 exabytes por mês. Imagine 1200 exabytes... Se a expectativa for mesmo confirmada, até 2020, o mercado de Cloud promete movimentar cerca de 160 bilhões de dólares. Não se perca nos números, a gente só quer que você saiba de uma coisa: precisaremos de mais datacenters no Brasil e no mundo.

Acredite, eles já fazem parte do seu dia a dia. E-mail, aplicativos de mensagens, redes sociais, a internet toda está espalhada por datacenters em diferentes lugares do mundo. Agora, para atender toda essa nova demanda gerada pelo crescimento do armazenamento em nuvem, a chegada da Internet das Coisas, o Big Data, Inteligência Artificial e mais tudo que a gente usa online, vamos precisar de mais espaços como este para guardar e organizar tudo isso.

A necessidade por novos datacenters é mundial; Europa, Estados Unidos e Ásia vivem um forte momento de crescimento já há algum tempo. O Brasil está um pouco fora da curva, mas a perspectiva futura também é boa por aqui.

O país vive um momento de transformação: ao mesmo tempo que novos datacenters são construídos, outros antigos se renovam para atender às novas necessidades. Algumas diferenças são notórias quando a gente (ou uma empresa) pensa em usar um datacenter em território nacional ou outro em qualquer canto do planeta.

O maior desafio para construir um datacenter no Brasil está relacionado à energia. Um metro quadrado de datacenter consome de 10 a 30 vezes mais do que uma área de escritório. Para ter acesso à quantidade de energia necessária para suprir um datacenter, este novo empreendimento, por exemplo, precisou construir sua própria subestação energética – um investimento bastante alto e que poucas empresas têm condições de fazer.

Este novo datacenter recém-construído na região metropolitana de São Paulo consumiu 400 milhões de reais em investimento. No final das contas, construir um datacenter no Brasil - em comparação com outros países da América Latina - custa até 40% mais. Isso sem contar a limitação de distribuição de links de comunicação. De qualquer forma, a demanda existe e qualquer empresa que pense no Brasil como mercado estratégico quer alocar seus dados por aqui também.

Data center
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você