Compartilhe com seus seguidores
A A A

Metrô de SP é questionado sobre sistema de reconhecimento facial

Roseli Andrion, editado por Liliane Nakagawa 11/02/2020 20h12

Uma ação conjunta de seis instituições cobra informações do Metrô de São Paulo sobre a implementação de um sistema de reconhecimento facial. A iniciativa pede resultados de estudos sobre possíveis impactos do uso da tecnologia.

As entidades apontam que a implantação do sistema, que vai custar 58,6 milhões de reais, exige um debate público complexo. O principal questionamento é sobre como as câmeras coletarão imagens de passageiros e se esses dados serão tratados como determina a Lei Geral de Proteção de Dados, a LGPD.

Além disso, a ação questiona quais serão os requisitos de segurança do sistema e quais medidas serão adotadas para reduzir riscos de vazamentos de dados. As organizações também querem saber qual será o protocolo seguido se o sistema identificar um suspeito.

As instituições lembram dos altos índices de erro de sistemas de reconhecimento facial. O grupo cita o modelo usado pela Polícia Metropolitana de Londres, que teve 81% de alertas equivocados, de acordo com levantamento feito pela Universidade de Essex.

Tecnologia privacidade Banco de Dados biometria vazamento de dados reconhecimento facial Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais armazenamento de dados Dados LGPD coleta de dados
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você