O melhor smartphone até R$ 1.000; nós testamos

Colocamos lado a lado o A5 Max LED, da Alcatel; o K10 NOVO, da LG; o Moto G5S, da Motorola; o Muv UP, da Quantum; e o Galaxy J5 Prime, da Samsung.

As especificações físicas são bem similares. O mais leve é o Alcatel A5 Max LED, com apenas 134 gramas – claro, sem a capinha traseira de LED; em seguida, o LG K10 NOVO também é levíssimo, com apenas 138 gramas; o Galaxy J5 Prime tem 143 gramas; o Quantum, um pouquinho mais: 149. E ainda que seja difícil perceber, o Moto G5S é o mais pesado da turma, com 156 gramas.

Na espessura, os dispositivos também são bastante equivalentes. O modelo da Alcatel é o mais fino, com 7,7 milímetros de espessura. O mais grosso é o smartphone da Quantum, com 8,9 milímetros de espessura. Já na aparência, no estilo e na ergonomia, detalhes fazem a diferença. Nas mãos, o que menos agradou foi o modelo da Alcatel. Além de ser o único com tela chapada, sem bordas arredondadas, o modelo com acabamento em plástico é o que aparenta menor qualidade. Já o LG K10 é bastante arredondado, inclusive nas bordas da tela.

O Quantum Muv UP surpreendeu. As laterais em metal e o vidro frontal com bordas arredondadas dão certa elegância ao aparelho. Com acabamento em peça única da metal, os aparelhos da Motorola e Samsung têm mais cara de smatphones top de linha. O Galaxy J5 Prime é mais minimalista; já o Moto G5S, mais estiloso e segue o design da família Motorola. De qualquer forma, se gosto não se discute, o design que mais agradou nossa equipe desta vez foi mesmo o do Quantum!

Todas são equivalentes e parecidas. A maior é a do Quantum, com 5 polegadas e meia; a do LG K10 tem 5,3 polegadas; os displays dos smartphones da Alcatel e Motorola têm ambos 5,2 polegadas; a menorzinha é a do Galaxy J5 Prime, com 5 polegadas. Com exceção do Moto G5S, que tem resolução Full HD de 1080 por 1920 pixels, todos os outros são HD, com definição de 720 por 1080 pixels.

Nestes testes, assistimos a vídeos idênticos em todos os dispositivos. Depois de muitos olhares, o mais justo foi definir três patamares – todos bastante próximos: de baixo para cima, empatados Alcatel A5 Max LED e Moto G5S; um pouco acima, mais equilibrados, Samsung e LG. E, mais uma vez no topo das comparações, a boa surpresa com o Quantum Muv UP.

Performance

Equivalência nesse quesito. Pelo menos nos números. Alcatel e LG trazem embarcado um processador de oito núcleos com 1,5 gigahertz de velocidade. Os processadores do Moto G5S e do Quantum Muv UP também são octa-cores, mas as velocidades, 1,4 e 1,3 gigahertz respectivamente. O aparelho da Samsung é o único com processador de quatro núcleos e 1,4 gigahertz de velocidade. LG K10, Moto G5S e Galaxy J5 Prime possuem 2 giga de memória RAM; já os modelos da Alcatel e da Quantum possuem 3 giga de RAM.

Neste Laboratório Digital recorremos a alguns aplicativos para testes mais profundos: os chamados benchmarks. Usamos três ferramentas: AnTuTu, o Baseline OS II e o Geekbench 4.

No primeiro teste, do Antutu, que comparou CPU, RAM e processamento gráfico, o Moto G5S ficou em primeiro lugar, com 45995 pontos; o Muv UP, da Quantum, veio em seguida, com 36298 pontos; o Galaxy J5 Prime ficou em terceiro lugar, com 36095 pontos. Mais atrás, o LG K10 modelo da Alcatel atingiu 29602 pontos e o LG K10, em último, 26694 pontos.

No teste do Baseline OS II, que avalia o conjunto, o smartphone da Motorola mais uma vez ficou na frente, com 850 pontos, seguido de perto pelo modelo da Alcatel, que marcou 795 pontos. Um pouco atrás, o Quantum chegou a 768 pontos, o Galaxy J5 Prime a 691 pontos e, mais uma vez na lanterna, o LG K10 marcou míseros 199 pontos.

Por último, o Geekbench 4 inclui testes de performance dos processadores e também do aparelho como um todo. Alcatel A5 Max Led e Motorola mostraram ótimo desempenho multi-core. A LG mais uma vez deixou a desejar nesta comparação, mas a Samsung também não pontuou muito bem com seu processador quad-core.

Sistema operacional

São todos Androids; o LG K10, o Quantum Muv UP e o Moto G5S já saem de fábrica com a versão mais atualizadas do sistema: o Nougat 7.0. Os outros dois celulares, Alcatel e Samsung, ainda estão na versão Marshmallow 6.0.

Câmera

LG K10 Novo, Galaxy J5 Prime e Quantum Muv UP têm câmera traseira exatamente com a mesma resolução: 13 megapixels. Já o Motorola Moto G5S e o Alcatel A5 Max LED trazem um sensor de 16 megapixels. Ainda olhando números, mais interessante é a abertura da lente - quanto maior (com menor número), maior a capacidade de entrada de luz. Com abertura f/1.9, o smartphone da Samsung é o que tem a lente mais clara. O modelo da LG está na outra ponta, com abertura f/2.2. Os outros três possuem conjunto óptico com abertura f/2.0.

Ainda que tenha funções HDR, Panorama e até filtros para deixar suas fotos mais legais, o modelo da Alcatel ficou em último lugar. Um pouco acima, a câmera do LG K10 ficou em penúltimo lugar com a lente mais escura entre todas as testadas aqui.

Já um nível acima, a câmera do Quantum Muv UP, se saiu muito melhor. A função panorama fez fotos incríveis. Moto G5S e Galaxy J5 Prime se destacaram e venceram esta comparação em pé de igualdade.

Os cinco modelos testados também gravam vídeos em HD e trazem câmeras frontais com flash. O destaque fica com LG K10 e sua selfie grande angular: o ângulo de 120 graus permite colocar mais elementos na foto.

Armazenamento

Os cinco aparelhos trazem capacidade de 32 giga de memória interna. Todos também oferecem entrada para cartão MicroSD.

 

A bateria com menor capacidade é a do Galaxy J5 Prime, com 2400 miliampere-hora. Em seguida vem a bateria do LG K10, com capacidade de 2700 miliampere-hora; a diferença é que o aparelho da LG é o único com bateria removível. Bastante próximo, a bateria do modelo da Alcatel possui 2800 miliampere-hora de capacidade. As baterias dos smartphones da Motorola e Quantum trazem exatamente a mesma especificação: capacidade nominal de 3000 miliampere-hora.

Conectividade

Todos os modelos possuem entrada para dois chips 4G LTE, além de Bluetooth, Wi-Fi e GPS. O único que não conta com sensor de impressão digital para desbloquear o aparelho é o modelo da LG, que ficou um pouco desatualizado nesta avaliação.

Preço

Todos os dispositivos testados custam menos de mil reais. Em promoções oficiais e em sites de e-commerce do grande varejo, encontramos preços até mais interessantes. De cima para baixo, os mais caros são o Quantum Muv Up e o Moto G5S – encontramos ambos por 850 reais. A Alcatel está com uma promoção e oferece o A5 Max LED por 720 reais. Já os modelos da LG e Samsung, a gente encontrou por um pouco menos de 700 reais.

Conclusão

Hora de decidir. Em último lugar entre os smartphones até mil reais ficou o A5 Max LED, da Alcatel. O modelo ficou atrás dos seus rivais em praticamente todas as comparações. Em penúltimo lugar, talvez um pouco já desatualizado frente seus concorrentes, o LG K10. É um bom smartphone de entrada, mas sua performance nos benchmarks foi decepcionante.

Em terceiro lugar, garantindo o bronze neste Laboratório, o modelo Muv UP, da Quantum. É a primeira vez que um smartphone da marca entra nas nossas comparações. Surpreendeu nossas expectativas.

Com a prata, em segundo lugar, o Galaxy J5 Prime, da Samsung. Mesmo com uma bateria menos robusta, o aparelho promete uma ótima eficiência energética, o que é bem interessante.

E pela primeira vez no topo nas nossas comparações, vitória do Moto G5S, da Motorola. Além do “ar premium” no design, o aparelho surpreendeu e saiu na frente em todos os benchmarks - provavelmente por conta do seu processador Snapdragon. E aí, você concorda? Deixe seus comentários e participe!

Compras para o Natal? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.


RECOMENDADO PARA VOCÊ