Compartilhe com seus seguidores
A A A

Steve Jobs: um mergulho na vida do gênio da computação do século XX

Redação Olhar Digital

Ele foi um verdadeiro ícone do século 20 no mundo da tecnologia. Nascido em 1955, na Califórnia, Steve Jobs fundou a Apple aos 21 anos de idade. Em 2011, vítima de um câncer, morreu aos 56 anos. Durante toda sua vida, entre inovações, visões e polêmicas, Jobs fez história; muita história!

A cidade de São Paulo ganhou uma exposição bem interessante e completa sobre a vida de Steve Jobs que ficará em cartaz até o dia 20 de agosto no MIS, o Museu da Imagem e do Som. A mostra “Steve Jobs, um visionário”, é um mergulho no universo paralelo desse gênio da computação. Sua personalidade forte está por todos os lados;  desde sua capacidade de inovação, sua determinação e, principalmente, em suas criações. São fotos, entrevistas, reportagens e produtos históricos que mudaram a vida de muita gente.

Ícones como o Apple 2, o primeiro Macintosh, o iMac e as primeiras gerações de iPod, iPhone e iPad estão todos lá. A espiritualidade, a vida pessoal, os gostos e até o lado “zen” de Jobs, também. No passeio, o visitante consegue ter uma boa noção de como a Apple, que valia pouco mais de cinco mil dólares em 1977 – um ano depois da sua criação – chegou a ser avaliada em 1 bilhão e 800 milhões de dólares apenas três anos depois.

Nem tudo que Steve Jobs colocou as mãos virou ouro. Mas ele nunca se rendeu ao fracasso. Seu primeiro grande erro foi o Apple 1, uma máquina bastante amadora com apenas 8 bytes de memória, lançada em 1976. Foi o primeiro computador projetado pela Apple. Na época, custava 666 dólares. Foram produzidas apenas 200 unidades do Apple 1, mas nem 50 foram vendidas. Assim que Jobs reconheceu o erro, mandou retirar todas do mercado. Hoje, a relíquia é avaliada em quase um milhão de dólares.

Em compensação, no segundo ano de empresa, o Apple 2 foi a primeira grande inovação de Steve Jobs. Foram vendidas 6 milhões de unidades. Com esta máquina, ele conseguiu popularizar o acesso à tecnologia pela primeira vez, graças a um computador fácil de usar e com o primeiro sistema operacional projetado para o trabalho, jogos e entretenimento.

E se, como Jobs defendia, pequenos gestos mudam o mundo, a exposição sobre esse verdadeiro gênio da computação promete inspirar as mentes mais abertas e inquietas. E para quem quiser reviver alguns minutos na pele de Steve Jobs, uma experiência de realidade virtual leva o visitante de volta ao final dos anos 70 na fatídica garagem onde tudo começou. Vale a viagem, o passeio e a inspiração. Ah, e os ingressos custam só 10 reais.

Steve Jobs
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.
Recomendados pra você