Veja como avaliar eficiência energética e economizar bateria do smartphone

O tempo passa, os smartphones evoluem e a duração da bateria continua sendo um dos principais desafios para os dispositivos móveis – mesmo os top de linha, que custam uma pequena fortuna. A eficiência energética de um aparelho é a combinação da capacidade nominal da bateria, expressa em milampéres por hora, e os recursos que aquele sistema operacional possui para economizar energia.

Os celulares mais novos – na verdade os sistemas operacionais mais atuais – trazem funções interessantes para fazer com que o aparelho gaste menos energia quando a bateria se aproxima do fim. Dependendo da eficácia dessas ferramentas, uma bateria de menor capacidade pode durar bem mais do que outra mais robusta. Em seu último modelo, o iPhone 7 Plus, a Apple fez um belo trabalho de eficiência energética com uma bateria de alta capacidade. Em testes independentes, a bateria chegou a durar mais de nove horas em uso contínuo do aparelho.

Independente das configurações de economia de energia, existem algumas medidas simples de serem tomadas que podem fazer com que a bateria do seu smartphone sobreviva mais algumas horas antes de o celular voltar para a tomada. Uma das coisas que mais gasta energia é a tela do aparelho; para economizar energia, diminua o brilho do display. Isso já vai garantir alguns minutos preciosos a mais na duração da sua bateria. O alerta vibratório também consome bastante bateria; se ele não for essencial, prefira deixa-lo desligado.

Tanto nos dispositivos Android quanto nos iPhones, é possível verificar aqueles apps vilões comedores de bateria. Uma lista mostra a porcentagem de quanto cada aplicativo consome. Além de saber quais são os mais “gastões”, se por acaso você identificar algum app que você não usa frequentemente e que consome muita energia, talvez desinstalá-lo seja uma boa ideia também. Para quem tem o costume de fechar manualmente os aplicativos, saiba que isso não ajuda; pelo contrário. Fechar um app pode até prejudicar a autonomia da bateria caso você precise abri-lo novamente.

Ligar o modo avião, mesmo em terra firme, também é uma boa. Em áreas de baixo sinal, quando o celular fica tentando se conectar à rede 3G ou 4G, o consumo se torna alto. E mesmo com o modo avião ligado, você pode ativar o Wi-fi e se conectar a uma rede local. GPS ligado enquanto não está sendo usado também só serve para gastar bateria. Já o Bluetooth consome muito pouco; ligado ou desligado a diferença é muito pequena.

Recentemente, testes realizados pelo Avast mostraram os aplicativos que mais consomem bateria: Snapchat, Spotify e Tinder estão no topo da lista. E a bateria do seu smartphone como está? Dura o dia todo? Já testou alguma dessas dicas para melhorar a situação? Compartilhe sua experiência com a gente. E se tiver mais ideias do que fazer, conta pra gente, afinal, ninguém quer ficar sem bateria!



RECOMENDADO PARA VOCÊ