EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Quem tem Pokémon Go instalado no celular não precisa ter preocupações em relação ao nível exagerado de permissões que o jogo pede ao Google, porque o problema está sendo resolvido.

Nessa segunda-feira, 11, foi descoberto que durante o processo de criação de conta no Pokémon Go os donos de iPhone tinham de dar permissões tão amplas que a Niantic, desenvolvedora do jogo, teria poderes até para ler seus e-mails.

publicidade

Mais tarde, a empresa divulgou nota informando que tudo não passou de um erro, uma vez que o título só precisa do endereço de e-mail e do ID dos usuários – “nenhuma outra informação de conta do Google é ou foi acessada ou coletada”, assegura a Niantic.

A desenvolvedora disse ainda que os usuários não precisam tomar qualquer tipo de ação porque o próprio Google está se encarregando do processo de diminuição das permissões. O pedido de passividade tem motivo: é possível cortar as permissões por conta própria, mas isso pode fazer com que o jogador seja automaticamente excluído do ambiente do jogo.

Não foi dado um prazo exato para que se corrija a questão, mas a Niantic afirmou que isso será feito “em breve”.

publicidade