EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Pesquisadores de segurança da ESET identificaram um golpe que usa falsos vídeos no Facebook para infectar dispositivos de usuários brasileiros.

Um dos principais objetivos é roubar contas do Facebook, permitindo acessá-las sem precisar de senha e até se passar pelo usuário, aplicando golpes em seus amigos na rede.

publicidade

Os criminosos usam manchetes chamativas, como “Mistério resolvido! Criança desaparecida no Mato Grosso é encontrada dentro de cobra” e “Caso goleiro Bruno: após seis anos policia encontra vídeo de espancamento de Eliza Samudio”, para incentivar o usuário a clicar em links falsos para acessar as imagens. Depois de acessar a página maliciosa, o dispositivo é infectado e, depois de algumas horas, o usuário acaba compartilhando a mesma publicação, sem saber que o está fazendo.

Reprodução

“A escolha do Facebook tem como objetivo atingir o maior número possível de vítimas. E as pessoas precisam ficar bastante atentas a esse tipo de ataque, que tende a ser cada vez mais comum nas redes sociais mais populares”, afirma Camillo Di Jorge, Presidente da ESET.

Como se proteger
Para não cair nesse tipo de golpe, o usuário deve prestar muita atenção nos links em que clica. Se não sober a procedência ou tiver dúvidas sobre a página, não clique nela. Além disso, é importante acessar a internet somente de equipamentos seguros.

publicidade