O grupo russo de espionagem que divulgou no começo da semana informações médicas confidenciais sobre atletas olímpicos liberou na última quarta-feira, 14, mais um lote de dados de competidores.

De acordo com a Agência Mundial Antidoping (Wada), detalhes sobre 25 atletas dos Estados Unidos, Alemanha, Reino Unido, República Tcheca, Dinamarca, Polônia, Romênia e Rússia foram liberados dessa vez.

publicidade

“Aos atletas que foram impactados, lamentamos que criminosos tenham tentado manchar suas reputações desta forma; e garantimos a vocês que estamos recebendo informações de inteligência e aconselhamento das agências da lei e de segurança de TI de mais alto nível que estamos acionando”, explicou Olivier Niggli o diretor-geral da Wada.

A agência acredita que os criminosos tiveram acesso ao sistema de administração e gerenciamento antidoping atravpes de uma conta criada pelo Comitê Olímpico Internacional para a Rio 2016.

Via Reuters