EnglishPortugueseSpanish
publicidade

A empresa Movidius, especializada em tecnologia de “visão de máquinas”, anunciou hoje uma parceria com a fabricante de câmeras Hikvision para criar câmeras inteligentes capazes de identificar uma série de objetos e comportamentos. Entre outras funções, as câmeras serão capazes de perceber quando um motorista está usando o celular enquanto dirige.

Outras utilidades que as câmeras poderão ter para o monitoramento de trânsito e de áreas seguras incluem detectar quando o motorista está sem cinto, perceber quando um intruso está num local e notar a presença de carregamentos suspeitos. A Movidius providenciará à Hikvision o principal componente das câmeras, o Myriad 2, um processador desenvolvido especialmente para esse reconhecimento de imagens, chamado pela empresa de VPU (Visual Processing Unit, ou unidade de processamento visual).

publicidade

Fazendo tudo na hora

Diferentemente de outras empresas que investem em tecnologias de reconhecimento de imagens de vídeos em tempo real (como a Microsoft), a Movidius afirma que suas câmeras fazem todo o processo de reconhecimento localmente. Outras soluções, como a da Microsoft, enviam as imagens para um servidor na nuvem que é responsável pelo reconhecimento das imagens.

No entanto, segundo a empresa, o Myriad 2 é suficientemente potente para processar redes neurais profundas localmente, sem precisar da ajuda de um servidore externo. Com isso, as câmeras da empresa conseguem atingir 99% de precisão em tarefas como classificação de modelos de carros e detecção de cinto de segurança.

Computadores com olhos

publicidade

Essa especialização da Movidius em “visão de máquinas” já atraiu o interesse de algumas gigantes do mundo da tecnologia. A Moviddius trabalhou junto com o Google no Project Tango, que usa celulares para mapear áreas internas, e as duas empresas também estão negociando para levar tecnologia de reconhecimetno facial local ao Android.

Fora isso, a Movidius também lançou nesse ano o Fathom Compute Stick, uma espécie de pen drive que dá capacidades de inteligência artificial a qualquer computador ao qual ele se conecta. Essas inovações também chamaram a atenção da Intel, que comprou a Movidius em setembro por um valor não divulgado.