EnglishPortugueseSpanish

O Yahoo admitiu que desde 2014 alguns de seus funcionários já sabiam que os sistemas da companhia haviam sido hackeados. O problema, tornado público apenas em 2016, culminou no roubo e consequente divulgação de informações que pertenciam a 500 milhões de usuários da empresa.

A revelação foi feita por meio de um documento publicado nessa quarta-feira, 9. Nele, o Yahoo diz ter identificado, no final de 2014, que um invasor governamental teve acesso à sua rede. Na época, a companhia passou a investigar se o invasor tinha sido capaz de infiltrar arquivos que pudessem superar seus sistemas de proteção — algo que o Yahoo ainda não acredita ser possível.

publicidade

O caso só foi tornado público em setembro deste ano, mas alguns meses antes a companhia tinha sido obrigada a se pronunciar a respeito de outro ataque, já que em julho uma pessoa colocou à venda na internet dados de 200 milhões de usuários.

Os problemas causaram mal-estar com Verizon, que concordou em pagar US$ 4,8 bilhões para comprar o negócio de internet do Yahoo — justamente o que vem causando problemas. Tanto que, em outubro, a operadora afirmou que o Yahoo teria de convencer os compradores de que nada disso causaria impactos materiais à empresa; caso não consiga, o Yahoo pode perder o negócio.

Via: Bloomberg, The Next Web e Gizmodo

publicidade