Uma das principais reclamações dos usuários de internet é de que a conexão está lenta. A melhor forma de descobrir se a velocidade está dentro do limite contratado ou se você está com algum problema na rede local é fazendo um teste. A seguir, veja 3 maneiras de como verificar a velocidade de sua conexão.

Pelo Google

A forma mais simples de realizar essa medição é buscando pelos termos “teste de velocidade de internet” no Google. Com apenas 30 segundos, o serviço calcula as velocidades de download e upload e a latência. A ferramenta é uma parceria do Google com a o Measurement Lab (M-Lab).

Atualmente, o buscador consegue medir velocidades de conexão de até 700 Mbps. Por isso, o teste poderá mostrar resultados inferiores para conexões superiores a esse valor.

1. Acesse google.com.br ou digite na barra de endereço do navegador

publicidade

2. Pesquise por “teste de velocidade de internet”;

3. Toque em “Executar teste de velocidade”:

teste de velocidade de internet do Google
Imagem: Google / Reprodução

4. Primeiramente, a ferramenta irá medir a velocidade de download e, posteriormente, a de upload:

teste de velocidade de internet do Google parte 2
Imagem: Google / Reprodução

5. Por fim, exibirá o resultado assim:

Resultado do teste de velocidade do Google
Imagem: Google / Reprodução

Pelo SpeedTest

1. Conecte o seu computador à rede que você quer testar (por Wi-Fi, cabo, 3G ou 4G) e acesse o site do SpeedTest da Ookla. Você pode testar a velocidade de acesso a um servidor da sua escolha ou deixar que o aplicativo selecione o servidor ideal para o teste. Quando quiser começar, clique em “Iniciar”.

Reprodução

2. O medidor avalia o tempo de resposta do Ping, que é o comando utilizado para medição de conexão entre equipamentos, e as velocidades de download e upload.

Reprodução

3. No final do teste, são exibidos os resultados e ainda é possível comparar com medições anteriores, clicando no botão “Resultados”, para analisar a variação da velocidade do serviço contratado.

Reprodução

Vale lembrar que um plano que ofereça “10 Mega”, por exemplo, não significa uma velocidade de download de 10 megabytes por segundo, pois velocidades de transferência são medidas em bits por segundo, não em bytes. Como cada byte é equivalente a 8 bits, então a velocidade real é 1/8 do valor em megabytes, ou seja, 1,25 Mbps.

O SpeedTest também está disponível com aplicativo para Android e iOS, o que possibilita medir a velocidade de internet 4G.

Pelo Fast.com

1. Se você preferir, também pode usar o Fast.com, um site da Netflix que usa o mesmo sistema do SpeedTest, mas é muito mais simples e básico. Basta acessar o site e ver o resultado na tela.

Reprodução

2. Clique em “Mostrar mais informações” para ver mais detalhes do teste:

Reprodução

Leia também:

O que é avaliado no teste de velocidade?

  • Velocidade de download: é a rapidez com que as informações são transferidas para você. Ela afeta, por exemplo, o tempo de carregamento de um vídeo no YouTube. A velocidade de download é medida em megabits por segundo (Mbps).
  • Velocidade de upload: é a rapidez com que você consegue transferir informações para a rede. Essa velocidade determina o tempo que leva para você postar uma foto no Instagram. A velocidade de upload é medida em megabits por segundo (Mbps).
  • Latência (ping): é a rapidez com que você envia uma informação e recebe uma resposta do servidor. Essa informação é afetada pela velocidade contratada com a operadora e também pela distância que você se encontra do servidor. Ela é importante para quem quer que um jogo on-line rode liso ou que as videochamadas não travem. A latência é medida em milissegundos (ms).

Por que cada teste mostra um resultado diferente?

Fez o teste mais de uma vez e percebeu valores diferentes? Ou fez os três testes e cada um apontou um resultado diferente? Não se desespere, isso é normal e pode acontecer por algumas razões, como:

  • mudanças nas condições da rede;
  • diferenças nas formas de realizar o teste;
  • diferenças na localização dos servidores de teste.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!