Criptografias inquebráveis em celular devem existir ou não? Empresas de tecnologia e o governo americano divergem fortemente nesse tema. Na quarta-feira (26), representantes de Donald Trump se reuniram para discutir a possibilidade de pedir ao Congresso a promulgação de legislação que impeça que empresas de tecnologia usem criptografia que a polícia não possa quebrar, segundo o jornal Politico.

A reunião do Conselho de Segurança Nacional para deliberar sobre a criptografia teve a presença das segundas maiores autoridades de várias agências, mas, ainda assim, nenhuma decisão foi tomada. A criptografia de ponta a ponta, usada em apps como WhatsApp e Telegram, permite que apenas o remetente e o destinatário acessem as informações enviadas.

publicidade

Isso desagrada tribunais e pode atrapalhar em muitos casos. Um dos mais notáveis aconteceu em 2015, após um tiroteio em São Francisco, na Califórnia, no qual a Apple se recusou a desbloquear o iPhone 5C usado pelo atirador. Os policiais tiveram acesso ao celular mais tarde, graças a uma terceira pessoa.

Em dezembro, a Austrália criou uma lei para exigir que as empresas de tecnologia forneçam aos policiais acesso a mensagens criptografadas — o documento cita a segurança nacional e o terrorismo como razão para a medida. O Google, o Twitter, o Facebook e outras empresas de tecnologia se opuseram à legislação: dizem que isso prejudica os esforços de segurança e abre brechas para hackers.

Via: CNet