EnglishPortugueseSpanish

A Huawei pode enfrentar um grande obstáculo na estreia do seu próximo telefone principal, o Mate 30. Devido à proibição de empresas norte-americanas de fazer negócios com a companhia chinesa, o aparelho pode ser lançado sem aplicativos e serviços do Google, segundo reportagem da Reuters

Isso significa que o Mate 30 – e possivelmente outros dispositivos futuros, como o smartphone dobrável Mate X – poderiam ser muito prejudicados em seu lançamento. Estes dispositivos ainda rodam o Android, que é o principal software de código aberto disponível gratuitamente, porém futuros  aparelhos da marca não mais rodarão aplicativos e serviços do Google.

publicidade

A Huawei recebeu na semana passada uma prorrogação de 90 dias da licença de uso de softwares e aplicativos Google do Departamento de Comércio dos Estados Unidos. Ou seja, a Huawei tem até 19 de novembro para surgir com uma alternativa ao Android e aos apps do Google para os seus aparelhos. Porém, a licença vale apenas para dispositivos já lançados no mercado. O Mate 30, e quaisquer outras variantes que a Huawei planeja lançar, não se encaixam nessa conta e, portanto, não serão incluídos sob essa isenção.

A marca tem trabalhado em sua própria alternativa da Play Store desde 2018 como uma contingência para esse tipo de situação, mas a proibição dos EUA significa que ainda terá uma batalha difícil pela frente, já que empresas como Twitter, Facebook, Pinterest, ou qualquer outra com sede nos EUA, não poderão oferecer aplicativos a esta loja. 

Via: The Verge

publicidade