Há algum tempo, o Reino Unido propôs um sistema de verificação de idade por meio de reconhecimento facial para acessar sites com conteúdo adulto, porém, ao que parece, o projeto não vingou. Agora, o governo australiano está com uma proposta bastante parecida e planeja exigir que os internautas verifiquem sua identidade em um banco de dados de correspondência de rosto antes de ver pornografia.

A proposta surge quando legisladores australianos consideram novas restrições em torno da verificação de idade para assistir a conteúdo adulto e participar de jogos de azar online, como parte de uma investigação parlamentar. O inquérito, descoberto pelo site ZDNet, foi proposto pelo Departamento de Assuntos Internos da Austrália e tem como objetivo garantir que somente pessoas com idade suficiente possam acessar esse tipo de conteúdo.

publicidade

A primeira fase do serviço de verificação facial foi lançada em 2016 com um banco de dados que incluía imagens dos cidadãos, acessíveis por agências governamentais, incluindo a Polícia Federal Australiana. No entanto, o governo propôs expandir o serviço para incluir fotos da carteira de motoristas dos usuários, como forma de atingir um número maior de pessoas.

O Departamento de Assuntos Internos da Austrália não informou detalhes técnicos específicos sobre como a tecnologia de validação facial seria implementada. Mas a proposta chega em um momento em que a questão de verificação de idade está sendo profundamente debatida.

Em contrapartida, grupos de liberdade civis argumentam sobre a privacidade e a segurança de adultos que acessam pornografia.