EnglishPortugueseSpanish

Os drones de entregas hospitalares, impedidos de voar após um acidente próximo a uma área de recreação infantil, receberam permissão para decolar novamente.

O incidente, que aconteceu em maio de 2019, foi o segundo no mesmo ano e levou a uma investigação de segurança independente. O Swiss Post, serviço postal da Suíça, e o fabricante de drones Matternet, estavam trabalhando juntos para transportar amostras de laboratório entre hospitais.

publicidade

O primeiro acidente aconteceu em janeiro do ano passado, quando um drone fez um pouso de emergência no lago de Zurique, após um erro de hardware do GPS. Já no segundo incidente, mais sério, e que levou à suspensão do programa de entregas com drones, o paraquedas de segurança do equipamento não funcionou, e o veículo caiu a poucos metros de uma área onde crianças brincavam. Ninguém se feriu.

Reprodução

O drone usado pela Swiss Post pesa 10 kg, e pode carregar até 2 kg de carga. No momento do acidente, o paraquedas se abriu, mas as hélices do drone cortaram o cabo de conexão durante o pouso de emergência, resultando em uma queda não controlada.

Na época, o Swiss Post pediu à Matternet que fizesse as seguintes alterações:

  • ter duas cordas ao invés de uma
  • reforçar as cordas do paraquedas com trança de metal
  • ter um apito de emergência mais alto para alertar as pessoas de sua presença

Segundo a empresa, tudo isso foi implementado. “Certificamos que o Swiss Post e o Matternet mantêm altos padrões de segurança e um alto nível de conscientização sobre a segurança”, disse o professor Michel Guillaume, diretor do Centro de Aviação da Universidade de Zurique (ZHAW) e membro do conselho de especialistas, em entrevista à BBC News. “Não há razões pelas quais as operações de voo não devam ser retomadas”.

Em resposta, a Matternet disse: “Estamos entusiasmados em retomar e expandir nossas operações na Suíça, em estreita parceria com o Swiss Post e o Escritório Federal Suíço de Aviação Civil. A Suíça é conhecida por seus altos padrões de segurança e serviços de transporte de alta qualidade”.

Via: BBC