Nesta sexta-feira (20), o YouTube anunciou que vai reduzir a qualidade de transmissão de seus vídeos na União Europeia. Essa medida será adotada para evitar impactos no uso de internet dos países, já que, desde o início do surto, as pessoas estão de quarentena em casa. 

O YouTube seguiu os passos da Netflix ao acatar o pedido de Thierry Breton, chefe do segmento indústria da União Europeia, que solicitou às plataformas de streaming a diminuição da qualidade dos vídeos reproduzidos para evitar uma sobrecarga nos serviços de conexão. 

publicidade

A mudança, que é apenas preventiva, ocorreu após Breton conversar diretamente com o CEO da Alphabet, Sundar Pichai, e a CEO do YouTube, Susan Wojcicki. A plataforma de vídeos disse que detectou apenas alguns picos de utilização, no entanto, decidiu agir para minimizar problemas sistêmicos. Inicialmente, a previsão é de que a decisão tenha duração de 30 dias, porém, está sujeita a revisão. 

Provedores de telecomunicação da Europa relataram um aumento no tráfego de dados nos últimos dias, forçando Breton a realizar sua solicitação preventiva. O objetivo é permitir o uso de serviços cruciais, como assistência média e aulas online de crianças que não podem ir à escola.

Via: Reuters